Rio tiete

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1289 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Rio Tietê

A degradação das águas do rio Tietê e afluentes está intrinsecamente relacionada às atividades humanas que se intensificaram na região, principalmente após o final do século XIX. O final deste século, no Estado de São Paulo, foi marcado pelo crescimento do complexo cafeeiro. Impulsionados pelo café, desenvolveram-se bancos, estradas de ferro, eletricidade, comércio, indústria ediversos serviços urbanos. As atividades urbanas, neste contexto, eram não somente necessárias à reprodução da economia como também resultado das modificações na estrutura produtiva. (FRACALANZA, pag. 44)

(...) as características dos rios da cidade de São Paulo – qualidade e
quantidade de suas águas, conformação de seus leitos, sua vazão média – não estão relacionadas somente a aspectos físicos doambiente, mas são resultado das formas de apropriação pelo Homem em sociedade desses sistemas naturais. Trata-se de modificações no ambiente natural associadas ao uso da água e à ocupação da terra. (FRACALANZA, pag. 45)

A pavimentação do solo urbano, iniciada nas ruas de São Paulo em 1873, com a colocação dos primeiros paralelepípedos, é um marco no processo de impermeabilização do solo e doaumento do fluxo de águas afluentes aos rios durante os períodos de chuvas. (FRACALANZA, pag. 48)

Ainda no final do século XIX, além de obras de retificação dos leitos dos rios,
iniciaram-se intervenções buscando tanto saneamento do rio Tietê e de seus afluentes quanto geração de energia hidrelétrica. Neste último caso, por exemplo, para atender o consumo residencial de energia da cidade de SãoPaulo, a Companhia Light inaugurou, em 1901, sua primeira usina hidrelétrica, a usina de Parnaíba, no rio Tietê, onde hoje encontrasse a barragem Edgard de Souza. (FRACALANZA, pag. 48)

A poluição e as modificações no espaço urbano contribuem direta ou indiretamente para o assoreamento do leito dos rios e constituem aspectos que resultam na degradação das águas do rio Tietê e de seus afluentesna cidade de São Paulo. (FRACALANZA, pag. 49)

A concentração da indústria no município de São Paulo e em municípios vizinhos promoveu, por um lado, o crescimento econômico pela produção industrial. Mas, por outro lado, os problemas de poluição que já eram observados no rio Tietê e em seus afluentes aumentaram com o lançamento de maior volume de esgotos industriais nestes.
Pela análise de dadosde crescimento populacional, adensamento populacional e de crescimento da mancha urbana em direção a áreas de mananciais, pode-se observar que a concentração industrial tem reflexos na apropriação da terra urbana e na degradação das águas do rio Tietê e de seus afluentes na Região Metropolitana de São Paulo. (FRACALANZA, pag. 49 e 50)

No caso dos rios Tietê e Pinheiros, a degradação estárelacionada ao desmatamento, à eliminação da vegetação ciliar e à impermeabilização do solo e dos meandros dos rios que contribuem para o assoreamento dos mesmos e acirramento das inundações. Além disso, as alterações no ambiente ecorrentes dos arruamentos e canalizações alteram o fluxo das águas, resultando em modificações no relevo. (FRACALANZA, pag.52)

Outras ações que resultam em degradaçãorelacionam-se aos loteamentos, às favelas, aos cortiços e a outras formas de habitação que não possuem condições adequadas de saneamento. Antes de iniciar esta discussão, é importante observar que não se compactua aqui com a posição que a pobreza é uma das principais causas dos problemas ambientais, e não se atribui aos agrupamentos humanos que vivem em condições precárias de habitação aresponsabilidade pela maior degradação ambiental. A ausência de saneamento em muitos loteamentos e favelas, muito mais do que poluir diretamente as
águas dos rios e córregos, constitui um problema de saúde e baixa qualidade de vida para a população residente nestas habitações e que são produto da forma como se processa o aumento do preço da terra urbana. (FRACALANZA, pag.52)

É possível afirmar que o...
tracking img