Resumo por capitulo do livro historia da riqueza do homem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4009 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CAPITULO I
Na Idade Media, existiam três classes: Guerreiros, Clérigos e Trabalhadores.A terceira alimentava as outras duas classes, essa alimentação era basicamente o cultivo de terra. A terra era organizada segundo padrões da época,onde havia um senhor feudal que coordenava seus servos,que eram arrendatários os quais mexiam com a terra. O senhor do feudo, que constitui-se de um loteamento deterra,delimitava a área onde seus servos cultivariam. Os servos deveriam ainda cultivar as terras do senhor em certos dias e dar privilegio as elas,sendo sempre as primeiras a serem cultivadas ou então a primeira em ser arada.Havia muitas divisões entre os servos,alguns com mais outros com menos privilegio. O senhor não era proprietário de suas terras,ele também são arrendatários, eram varias assucessões ate chegar a figura do rei,que seriam os donos da terra realmente,ou então eram arrendatários de outro rei. Os costumes feudais representavam as leis de hoje em dia,assim eram baseados neles que a justiça da época se amparava.A igreja também tinha grande importância nessa época,constituía o maior proprietário de terra,tinham vários lotes recebidos dos nobres por sua forte crença,assim aigreja ganhou força e tornou-se, junto dos reis,donos de terras e tinham também seus vassalos. A igreja, no inicio da Idade Media, fundou escolas incentivou o ensino e ajudou os pobres,assim administrava melhor suas riquezas que os nobres leigos.

CAPITULO II
Os ricos da época da idade media não tinham onde investir suas riquezas,logo as suas riquezas ficavam estáticas,assim como as dosguerreiros e a do clero.Na época não se utilizava muito do capital,sendo a maioria das coisas obtidas no feudo,os servos faziam todos os itens necessários para a sua vida.O comercio nesse tempo era precário,havendo apenas trocas de excedentes eventuais, não se produziam em massa para poder trocar por outros produtos pois não havia uma procura consistente por produtos,era uma economia de consumo. Outroproblema para o comercio,era a distancia e a condição das estradas assim como a variedade e a escassez da moeda.A situação muda quando começa as cruzadas. Os guerreiros conheceram a cultura requintada dos orientais e passaram a procurar por elas no ocidente,isso fez com que os mercadores enxergasse a possibilidade de comercio . Foi importante também para os que queriam possuir terras,tanto os que nãotinham nenhuma como os nobres que estavam endividados ou os mais novos que não tinham quase nenhum direito a herança.As cruzadas despertaram também nas cidades italianas o desejo pelo comercio,pois eram cidades marítimas próximas do oriente onde existia o comercio e de onde os guerreiros desejavam produtos. Assim a rota comercial oriente-ocidente foi reaberta e o comercio intensificou-se. Desdeentão criou-se uma moeda “universal” e mais adiante feiras periódicas apareceram na Europa.Essas feiras foram crescendo gradualmente e criou-se então profissões somente para administrar finanças dentre outros,assim começou a modificar as estruturas antigas.

Capitulo III
Um dos mais importantes efeitos do comercio crescente foi o desenvolvimento da cidade,diferente da feudal,essa era urbana eformulada pelo comercio. Essas cidades eram constituídas em pontos estratégicos para o comercio. Eram formadas pela necessidade de trabalho por parte dos moradores dos feudos e essas pessoas faziam com que as cidades crescessem. Ao nascer a cidade,uma nova classe se criou,os burgueses,que eram os mercadores.Assim houve conflitos entre essa nova classe com as classes antigas,pois o comercio traziatoda a liberdade que antes fora evitada pelo sistema feudal,a vida era diferente,a riqueza tornou-se mutável e rentável,os antigos costumes feudais não podiam ser aplicados as cidades. Logos os mercadores aprenderam a se unir e assim ganharam força, eles almejavam ganhar a liberdade da terra para poder fazer com elas o que bem entende, podendo vender ou hipotecar para conseguir mais bens e logo...
tracking img