Resumo era vargas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1961 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ERA VARGAS

* A Sociedade Moderna
Na década de 1920, o Brasil rural estava passando por uma grave crise, fazendo com que o país dependesse da exportação cafeeira e do rompimento da importação de produtos de países como a Inglaterra, França e EUA. Dentro deste contexto, surgiram novas classes sociais urbanas, como a burguesia, os militares e os operários.
* Crise da RepúblicaOligárquica
* Ainda na década de 1920, as oligarquias cafeeiras se tornaram insustentáveis devido à insatisfação de diferentes grupos brasileiros com as medidas governamentais, entre estes grupos estavam os operários e classe média urbana, formada por profissionais liberais, pequenos comerciantes, funcionários públicos e militares de baixa patente.
* Na segunda metade desta década, os preços docafé foram se tornando instáveis, provocando a diminuição da venda do produto e a queda de seu preço, tanto que os que estavam no poder compravam os excedentes de café e estocavam em uma tentativa de manter os preços.
* Tenentismo:
* O grupo mais insatisfeito com as medidas governamentais eram os militares e, a partir desse fato, o Tenentismo se desenvolveu. O Tenentismo foi umasérie de levantes militares, formado por jovens oficiais do exército, a maioria proveniente das classes médias urbanas.
* Criticavam o sistema eleitoral brasileiro, o crescimento da dívida externa, o desconto das finanças públicas e o privilégio dado aos agroexportadores na política.
* Os tenentes desejavam reformar as instituições republicanas através da centralização dopoder e da defesa do nacionalismo.
* Levante de Copacabana
O governo de Eptácio Pessoa (ligado às oligarquias) estava chegando ao fim e Arthur Bernardes tinha a intenção de substituí-lo no poder. Porém, surgiu uma polêmica em relação à Arthur B. em que este criticava os militares através de uma troca de cartas com o Marechal Hermes da Fonseca, e este foi preso acusado de agitador.Então, os militares exigiram a retirada da candidatura de Arthur B., mas ele não se retirou da disputa pelo poder. Os militares decidiram fazer uma marcha contra o governo de Eptácio Pessoa e Arthur B., como resposta à prisão de Hermes da Fonseca. Trezentos soldados e juntaram em Copacabana e o governo armou a polícia e o resto do exército contra os revoltosos e exigiram rendição; sobraram apenas 17soldados e 1 civil; na troca de tiros restaram apenas 2. Este foi o primeiro levante tenentista.
* Coluna Prestes
Junção das tropas paulistas, expulsas pelas tropas federais, com as do RS. São Paulo era comandado por Miguel Costa e Rio Grande do Sul por Luis Carlos Prestes. Arthur Bernardes estava no poder do Brasil.
Um dos objetivos era mobilizar a população contra o governooligárquico de acordo com os ideais tenentistas.
Prestes era visto como um homem que respeitava os valores morais e que era a esperança da população. Marcharam pelo interior do Brasil por 13 dos 20 Estados do país por em torno de 25000 km. Lutaram contra tropas do governo pelo caminho e não foram derrotados. Eram sustentados pelo apoio popular e alguns morriam, outros entravam no crime e eram julgados,presos ou executados. Com poucos homens e sem adesão popular, resolveram se desfazer. Portanto, saíram do Nordeste em direção ao RS, atravessando a fronteira e refugiando-se na Bolívia.
* Revolução de 30
A crise da quebra da bolsa de Nova York em 1929 influenciou muito a economia do Brasil. Este não conseguia mais exportar o café, principal produto, para seus principais compradores, EUA eEuropa pois estes estavam em crise e não queria gastar dinheiro com produtos supérfluos. Além disso, esses países começaram a cobrar juros nas dívidas do Brasil.
Na sucessão presidencial, ocorreu um desentendimento entre as oligarquias de SP e MG. Os mineiros esperavam uma indicação de seu governador, Antônio Marcos, pelo atual presidente paulista por conta da Política do Café com Leite. Mas,...
tracking img