Resumo do texto do livro : a história reopensada de keith jenkins

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (941 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo do Texto: A história Repensada (Keith Jenkins)

Eva Vilma Bezerra Alves
Professora Elisa
Disciplina Introdução aos Estudos Históricos
História/Noite




A história, para Jenkins, éum “discurso sobre o mundo”, ou, mais exatamente, sobre o passado. Assim, o autor aponta para a necessidade de distinguir entre história e passado. O passado é constituído pelos acontecimentosocorridos e a história é o discurso sobre estes acontecimentos. Sendo assim, a história está na biblioteca, é um “construto lingüístico intertextual”. Quando um aluno presta um exame sobre história inglesa doséculo 16 através da leitura de um historiador específico (G. Elton), ele se torna apto não no conhecimento deste período histórico e sim na obra de Elton. Isto ocorre, segundo Jenkins, devido aofato de que o objeto de investigação, o passado, “é passível de diferentes interpretações por diferentes discursos” (p. 27).
Até mesmo em um mesmo discurso (historiográfico, sociológico, geográfico)existem interpretações variadas. Uma paisagem, por exemplo, será interpretado de forma diferente por um geógrafo, um historiador, um sociólogo. Mas os próprios historiadores, sociólogos e geógrafosapresentarão interpretações diferentes de outros pesquisadores de sua própria área. O pesquisador não inventa a paisagem, pois ela “parece estar lá”, mas elabora ferramentas analíticas e metodologias paraextrair da paisagem, sua “matéria-prima”, as formas específicas de fazer sua leitura, que é o discurso. O autor complementa: “é neste sentido que lemos o mundo como um texto, e tais leituras são, pelalógica, infinitas. Não quero dizer com isso que nós simplesmente inventamos histórias sobre o mundo ou sobre o passado (ou seja, que travamos conhecimento do mundo ou do passado e então inventamosnarrativas sobre ele), mas sim que a afirmação é muito mais forte: que o mundo ou o passado sempre nos chegam como narrativas e que não podemos sair dessas narrativas para verificar se correspondem ao...
tracking img