Resumo do livro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2498 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Romper uma amizade que se baseia em beneficio próprio, só no que diz ganhar e não se doar, não é errado, quando estes já não nos satisfazem mais, e é por estes que nos tornamos amigos; Para conseguir a amizade de uma pessoa digna é preciso desenvolvermos em nós mesmos as qualidades que naquela admiramos.(Socrates-citação). Se uma pessoa nos passa bondade, porém se mais tarde descobrimos nela omau, não poderemos continuar amando-a, pois não se podem amar todas as coisas, mas apenas o que é bom. Definimos como um amigo aquele que deseja e faz, ou parece desejar e fazer o bem no interesse de seu amigo, ou como aquele que deseja que seu amigo exista e viva, por ele mesmo; Com efeito, as suas opiniões são harmônicas e ele deseja de toda a sua alma as mesmas coisas; por conseguinte, desejapara si o que é bom e o que parece sê-lo, e o faz. As pessoas que escolhem, em lugar das coisas que eles mesmos julgam boas, outras que são agradáveis, mas perniciosas; enquanto outras pessoas ainda, por covardia e indolência, se esquivam de fazer o que consideram melhor para elas próprias; e os que cometeram muitos atos abomináveis e são odiados pela sua maldade e esquivam-se à própria vida edestroem a si mesmo. O homem mau não parece amigavelmente disposto sequer para consigo mesmo, uma vez que nele não existe nada digno de amor. O mundo não está ameaçado pelas pessoas más, e sim por aquelas que permitem a maldade (Albert Einstein-citação). Devemos evitar a maldade e procurar ser bons, porque só assim poderemos ser amigos de nós mesmos e dos outros. Ser bom para com o outro não significaque tenha amizade, pois que tanto podemos senti-la para com pessoas a quem não conhecemos como sem que elas próprias o saibam, ao passo que com a amizade não sucede assim. A amizade implica intimidade, enquanto a benevolência pode surgir repentinamente. O começo de uma amizade pode então, surgir com uma bondade. Não é possível que duas pessoas sejam amigas se antes não sentiram benevolência umapara com a outra. A unanimidade é encontrada entre os homens bons, pois estes são unânimes tanto consigo mesmos como uns com os outros e têm, por assim dizer, um só pensamento; e desejam o que é justo e vantajoso, e esses são os objetos de seus esforços comuns. Acresce que o amor é como a atividade, e ser amado assemelham-se à passividade; e o amor e os seus concomitantes são os atributos dos maisativos dentre os homens. O homem bom age tendo em vista a honra, sacrificando os seus interesses pessoais, e isso tanto mais quanto melhor ele for. Por isso, todos os homens aprovam e louvam os que se ocupam em grau excepcional com ações nobres Os ideais que iluminaram o meu caminho são a bondade, a beleza e a verdade (Albert Einstein-citação) ; e se todos ambicionassem o que é nobre e dedicassem omelhor de seus esforços à prática das mais nobres ações, todas as coisas concorreriam para o bem comum e cada um obteria para si os maiores bens, já que a virtude é o bem maior que existe. Com efeito, a própria presença dos amigos é aprazível tanto na boa como na má fortuna. Evidentemente, é melhor passar os seus dias com amigos e homens bons do que com estranhos ou a primeira pessoa que apareça.A felicidade é algo que se faz e que não está presente desde o princípio. Se a felicidade consiste em viver e em ser ativo, e a atividade do homem bom é virtuosa e aprazível em si mesma, e o fato de uma coisa nos pertencer é um dos atributos que a tornam aprazível. Mas, se a vida em si mesma é boa e aprazível; vivemos e percebemos que vivemos é, em si mesmo, uma das coisas aprazíveis e se a vidaé desejável, e particularmente desejável para os homens bons, porque para eles a existência é boa e aprazível. Amizades feitas com vistas no prazer bastam umas poucas. Aos bons amigos, devemos tê-los tanto quanto possível. Acima de tudo, devemos chamar nossos amigos quando eles podem. A presença de amigos parece ser desejável em todas as circunstâncias. Porque a amizade é uma parceria, e tal é...
tracking img