Resumo do livro escola e democracia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3834 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
Este trabalho tem como objetivo nos levar a uma melhor compreensão das relações entre educação e política, partindo do fenômeno da marginalidade e da concepção de sociedade que as principais teorias da educação trazem em seu corpo. Saviani expõe de forma sucinta as principais teorias e seu foco principal, e faz uma avaliação histórica e crítica de cada uma delas. As quais serão degrande importância para uma melhor interpretação do nosso curso de Pedagogia.

AS TEORIAS DA EDUCAÇÃO E O PROBLEMA DA MARGINALIDADE

O PROBLEMA

Segundo Saviani (1983), podemos analisar através de dados que metade dos alunos das escolas primárias abandona em condições de semi-analfabetismo e até mesmo de analfabetismo, com principal agravante nos países da América Latina. Sem contar às criançasque estão em idade escolar e não tem acesso a mesma, encontrando-se a beira da marginalidade.
Para entendermos melhor a questão da marginalidade classificamos as teorias educacionais em dois grupos. No primeiro grupo estão às teorias que entendem a educação como um instrumento de equalização social, que superaria a marginalidade. E no segundo grupo as teorias que vêem a educação como uminstrumento de discriminação social, ou seja, um fator de marginalização.
Ambos os grupos entendem a marginalidade através das relações entre educação e sociedade. Sendo que para o primeiro grupo a sociedade é entendida como indispensavelmente harmoniosa, tendendo a união dos membros que a constitui. E a marginalidade seria um fenômeno acidental que atinge individualmente um número maior ou menor de seusmembros, o que seria um desvio que deve ser corrigido pela educação.
Enquanto no segundo grupo a sociedade é entendida como essencialmente marcada pela divisão entre classes opostas que se relacionam à base da força, principalmente nas condições de poder aquisitivo. Assim a marginalidade é vista como um fato inseparável da sociedade.
Nesse contexto as teorias do primeiro grupo serão chamadas de“teorias não-críticas”. Pois considera a educação autônoma e busca compreendê-la a partir dela mesma. Diferentemente das do segundo grupo que são críticas que se dedicam a entender a educação baseado nas condições sociais, entendendo assim a função da educação de reproduzir a sociedade, por isso denominada “teorias crítico-reprodutivista”.

AS TEORIAS NÃO-CRÍTICAS

A PEDAGOGIA TRADICIONALFundamentou-se no principio de que a educação é direito de todos e dever do estado. O direito de todos à educação vinha do tipo de sociedade relacionado aos interesses da nova classe que se estabelecia no poder, ou seja, a burguesia. Nesse contexto a causa da marginalidade é a ignorância, aonde a escola surge como antídoto para a mesma. Responsabilizando assim a escola em difundir a instrução,transmitir os conhecimentos acumulados pela humanidade e sistematizar logicamente conforme afirma Saviani (1983).
Esta teoria depositava somente no professor a função de transmitir esses conhecimentos cabendo ao aluno assimilar os mesmos. Assim o professor deveria ser razoavelmente bem preparado, e os alunos disciplinados.
Mas essa escola não conseguiu realizar seu objetivo de universalização, poisnem todos nela ingressavam e os que ingressavam nem todos eram bem sucedidos. Muitas criticas se fizeram diante dessa teoria da educação e a essa escola que passou a ser chamada de escola tradicional.

A PEDAGOGIA NOVA
Também conhecida como “escolanovismo” tem como base a escola tradicional que já estava implantada através da teoria da educação chamada de pedagogia tradicional. Aonde apedagogia nova começa a fazer críticas à pedagogia tradicional, usando uma nova maneira de interpretar a educação, que aos poucos começou a ser aplicada através de experiências restritas e depois foi se generalizando nos sistemas escolares.
Essa nova teoria diz que o marginalizado já não é propriamente o ignorante, mas sim o rejeitado. Começa então, uma pedagogia que faz um tratamento diferencial a...
tracking img