Resumo co

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2684 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo 13 – Poder e Política em ROBBINS
Poder é a capacidade que A tem de influenciar o comportamento de B, de maneira que B aja de acordo com a vontade de A. Quanto maior a dependência de B em relação a A, maior é o poder que A tem sobre B. O conceito de poder e liderança estão inter-relacionados. Um líder utiliza o poder como meio para atingir os objetivos, porém o poder não requer acompatibilidade de objetivos para existir, só necessita de uma situação de dependência entre as partes envolvidas. Poder formal: baseia-se na posição que o individuo ocupa na organização. Pode emanar da capacidade de coagir, de recompensar ou da autoridade formal. Poder coercitivo: deriva da capacidade de punir ou recomendar sanções pela não obediência. É baseado no medo. Poder de Recompensa: associadoà capacidade de distribuição de recompensas vistas como valiosas pelos outros. Poder Legítimo: resultante da posição ocupada na hierarquia da org., ou seja, da posse da autoridade formal. Poder Pessoal: influencia derivada das características individuais. Poder de competência: se exerce como resultado da posse de habilidades, competências ou conhecimentos distintivos. Poder de referência: associadoà identificação com um individuo que possua recursos ou traços pessoais favoráveis e desejáveis. Táticas de influência incluem: legitimidade, persuasão racional, apelo inspiracional, consulta, troca, apelo pessoal, insinuação, pressão, coalizão. A cultura organizacional irá influenciar nas táticas de poder, no sentido de ditar o que é aceitável e o que não é.
Nas organizações, quando osfuncionários traduzem seu poder em ações concretas, eles estão fazendo política. Comportamento político: atividades que não são requeridas como parte do papel formal na organização, mas que influenciam, ou tentam influenciar, a distribuição de vantagens e desvantagens dentro dela. Comportamento político legítimo: se refere à política normal do dia – a – dia. Comportamento político ilegítimo:comportamento político que viola as regras do jogo.
Texto - Poder em FOUCAULT
O poder é uma prática social, e como tal, constituída historicamente. O poder não existe, existem práticas ou relações de poder, o que significa que o poder é algo que se exerce, que se efetua, que funciona. Como há poder, há resistência. É impossível dar conta do poder se ele é caracterizado como um fenômeno que dizfundamentalmente respeito à lei ou à repressão. O poder produz real, produz domínios de objetos e rituais de verdade. O poder possui uma eficácia produtiva, uma riqueza estratégica, uma positividade. Poder disciplinar: é um tipo de org. do espaço, arquitetura, hierarquia, posição social, o corpo e a sexualidade, as instituições: escolas, hospitais, prisões, org. (Panopticon) - Isola em um espaço fechado,hierarquizado, capaz de desempenhar funções diferentes segundo o objetivo específico que dele se exige. A disciplina é um controle do tempo, ela estabelece uma sujeição do corpo ao tempo, com o objetivo de produzir o máximo de rapidez e o máximo de eficácia. A vigilância é um de seus principais instrumentos de controle; esta que é vista pelos indivíduos que a ela estão expostos como contínua,perpétua, permanente: que não tenha limites, esteja presente em toda a extensão do espaço. -> Vítima/condenado, louco/lúcido, doente/são, dominante/dominado.
Ao mesmo tempo em que se exerce um poder, produz um saber. O poder é produtor de individualidade. O indivíduo é uma produção do poder e do saber (informação, especialização, todo saber é político). O poder disciplinar não destrói o indivíduo,ele o fabrica. A ação sobre o corpo, o adestramento do gesto, a regulação do comportamento, a normalização do prazer, a interpretação do discurso, com o objetivo de separar, comparar, distribuir, avaliar, hierarquizar, tudo isso faz com que apareça pela primeira vez na história esta figura singular, individualizada- o homem- como produção do poder, mas ao mesmo tempo, como objeto de saber....
tracking img