Restaurante natural

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 80 (19846 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO



As constantes evoluções tecnológicas, industriais e culturais vêm modificando, ao longo do tempo, os hábitos da sociedade. Essas evoluções encurtaram os limites de tempo-espaço e fizeram do mundo inteiro uma única comunidade global, onde a troca de dados e informações é praticamente instantânea, acelerando dessa forma, todos os demais processos sociais. A globalização tornoua comunidade mundial muito mais competitiva e fez do bom aproveitamento do tempo o seu grande desafio, pois, uma vez que permite a resolução de problemas em muito menos tempo, cada indivíduo passa a ter muito mais problemas a serem resolvidos nesse determinado período. Logo, a globalização cria a vantagem ilusória de melhor utilização do tempo - já que a competitividade e agitação da vida modernanão aceitam a estagnação - e influencia diversos aspectos cotidianos como, por exemplo, a jornada diária de trabalho, os horários de lazer e, é claro, os hábitos alimentares. Assim, para que aproveitem melhor seu tempo, as pessoas passaram a exigir serviços cada vez mais rápidos e eficientes, inclusive, na hora das refeições.

Como reflexo desse cenário e visando suprir essa demanda, surge em1955, nos EUA, o conceito de fast-food[1], ou seja, comida rápida, que ao contrário do que muitos pensam não se restringe apenas a hambúrgueres, e sim a qualquer tipo de segmento que possui uma produção mecanizada e pouca variedade de produtos. Outra grande característica dos fast-foods, principalmente quando relacionado a hambúrgueres e pizzas, é o excesso de calorias e a escassez de nutrientes.Segundo a nutricionista Roberta Silva, em artigo publicado na internet, sobre as “6 desvantagens do consumo de Fast Food”.


“Geralmente os ingredientes e acompanhamentos dos lanches deste tipo de alimentação são muito calóricos, ricos em gorduras e colesterol, que se consumidos em excesso podem elevar os níveis de colesterol e triglicérides no sangue” (SILVA, 2007, p.02).


NoBrasil, até a década de 80, eram poucas as opções para quem precisava almoçar fora de casa. As alternativas eram os restaurantes “à la carte”[2], lanchonetes ou o popular “PF” (sigla para prato feito). Essas opções deixavam a desejar no quesito preço, rapidez no atendimento ou, simplesmente, qualidade.

Nessa época surgem com maior intensidade as grandes cadeias de fast-food e os conhecidosrestaurantes self-service por quilo, um fenômeno nacional que permite ao consumidor a escolha por uma alimentação mais prática, saudável e completa, pagando apenas aquilo que foi consumido, diferentemente dos self-service comuns que impedem os usuários de quantificarem a refeição de acordo com suas necessidades. Segundo PAIVA,


"Esta última opção permitiu ao consumidor escolher entrevários pratos de saladas, carnes e massas, pagando apenas pelo seu consumo individual. Foi uma mudança de comportamento que alterou a hora do almoço nas grandes cidades" (PAIVA, 2007, p. 03).


Em resposta ao “modo de vida” criado pelo Fast Food, em 1986 foi desenvolvido o conceito de Slow Food que, mais que um conceito, se tornou uma associação internacional sem fins lucrativos que condena osefeitos padronizadores do fast-food, o ritmo agitado da vida moderna e a falta de preocupação das pessoas com a alimentação.

Essa associação, criada por Carlo Petrini, defende o direito ao prazer da alimentação e a utilização de produtos artesanais de boa qualidade e produzidos de forma que respeitem tanto ao meio ambiente quanto aos seus produtores. WEINER confirma:


“O SlowFood conjuga o prazer e a alimentação com consciência e responsabilidade. As atividades da associação visam defender a biodiversidade na cadeia de distribuição alimentar, difundir a educação do gosto, e aproximar alimentos excepcionais através de eventos e iniciativas” (WEINER, 2005, p.05).
Movimentos como o Slow Food e os diversos estudos sobre os males que uma alimentação de má qualidade pode...
tracking img