Resistencia da cola e do macarrao - ponte de espaguete

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1467 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
P ági n a |1

Doscente: Chistine Maria Silva Carvalho
Disciplina: Projeto Unificado I
Turma: Engenharia Civil 122CN
Grupo: 43 “Bobiou a gente Pimba”

“RESISTENCIA DOS MATERIAIS”

Discentes: Ana Paula Metelo
Andressa Carla Costa de Souza
Antônio S. L. Corrêa
Dayane Miranda
Estfan Thompson de Lima
Evandro Kunst
Felipe Bezerra de Morais
Leisiane Paula
22 de Setembro de 2012, VárzeaGrande -MT.

P ági n a |2

Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra
pronunciada e a oportunidade perdida.
anônimo

P ági n a |3

Resistência dos materiais
Na engenharia dos materiais, a r esistência dos materiais s ignifica a capacidade do
material resistir a uma força a e le aplicada. A resistência de um material é dada em
função de seu processo defabricação e os cientistas e mpregam uma variedade de
processos para alterar essa resistência posteriormente. Estes processos incluem
encruamento (deformação a frio), adição de elementos químicos, tratamento térmico e
a lteração do tamanho dos grãos. Estes métodos podem ser perfeitamente quantificados e
qualificados. Entretanto, tornar materiais mais fortes pode estar associado a umadeteorização de outras propriedades mecânicas. Por exemplo, na alteração do tamanho
dos grãos, embora o limite de escoamento seja maximizado com a diminuição do
tamanho dos grãos, grãos muito pequenos tornam o material quebradiço. Em geral, o
limite de escoamento d e um material é um indicador adequado de sua resistência
mecânica.
O dimensionamento de peças, que é o maior objetivo de resistência dosmateriais, se
resume em analisar as forças atuantes na peça, para que a inércia da mesma continue
existindo e para que ela suporte os esforços empregados. Para isso é preciso conhecer o
limite do material. Isso pode ser obtido através de ensaios que, basicamente, submetem
a peça ao esforço que ela deverá sofrer onde será empregada, a condições padrão, para
que se possa analisar o seucomportamento. Esses dados são demonstrados em gráficos
de tensão x deformação. A tensão em que nos baseamos é o limite e ntre o regime
e lástico e o plástico. Mas para fins de segurança é utilizado um c.s. (coeficiente de
segurança) que faz com que dimensionemos a peça para suportar uma tensão maior que
a tensão limite mencionada acima. Tudo isso é necessário para que se obt enha total
certeza nosresultados, já que pequenos erros podem acarretar grandes problemas mais
adiante, isso se agrava mais ainda se estivermos falando de pessoas que podem ter suas
vidas colocadas em perigo por um cálculo mal feito. A ciência de resistên cia dos
materiais é também muito importante para que não se tenha prejuízos gastando mais
material do que o necessário, acarretando também em outro problema que éo excesso
de peso. Pois a forma da peça também influencia na sua resistência, assim pode - se
diminuir a quantidade de material sem interferir na mesma.
Introdução - Esforços comuns

Materiais sólidos tendem a deformar- se (ou eventualmente se romper) quando
submetidos a solicitações mecânicas. A Resistência dos Materiais é um ramo da
Engenharia que tem como objetivo o estudo docomportamento de elementos
construtivos sujeitos a esforços, de forma que eles possam ser adequadamente
dimensionados para suportá- los nas condições previstas de utilização.

P ági n a |4

Figura 01

A Figura 01 dá formas gráficas aproximadas dos tipos de esforços mais comuns a que
são submetidos os elementos construtivos:
(a) Tração: caracteriza- se pela tendência de alongamento do elemento nadireção da
força atuante.
(b) Compressão: a tendência é uma redução do elemento na direção da força de
compressão.
(c) Flexão: ocorre uma deformação na direção perpendicular à da força atuante.
(d) Torção: forças atuam em um plano perpendicular ao eixo e cada seção transversal
tende a girar em relação às demais.
(e) Flambagem: é um esforço de compressão em uma barra de seção transversal...
tracking img