Resenha sobre o livro: cultura – um conceito antropológico, de roque de barros laraia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (556 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
RESENHA SOBRE O LIVRO: CULTURA – UM CONCEITO ANTROPOLÓGICO, DE ROQUE DE BARROS LARAIA

O livro Cultura – um conceito Antropológico, de Roque de Barros Laraia, 1988, é introdutório e está divididoem duas partes, sendo que na primeira o autor busca uma definição para conceituar o que vem a ser cultura, discutindo este conceito, sobretudo, dentro de uma perspectiva antropológica, apresentando aherança teórica do conceito de cultura até os autores contemporâneos.
Para Roque Laraia, a questão da cultura é um tema rico e complexo, uma vez que é fonte de discussão em diversas áreas doconhecimento. O autor consegue sintetizar uma estrutura teórica construída no decorrer de séculos por diversos pensadores e pesquisadores do campo da antropologia.
Um livro com uma linguagem de fácilentendimento, instigante e com rico conteúdo, onde o autor discorre sobre o surgimento do conceito de cultura, com definições importantes e exemplos que passam por diversas fontes do saber até a área daantropologia. Nele, o comportamento humano é percebido sob a ótica de diversas formas de influência desde a organização biológica até a antropológica.
A discussão acerca da concepção de diversidadecultural a partir de uma perspectiva do determinismo biológico está muito presente na primeira parte do livro, onde o autor traz reflexões no sentido de mostrar que estas perspectivas são equivocadas, poismesmo com as diferenças biológicas como a de gênero a antropologia tem comprovado que em certas culturas, por exemplo, o papel das atividades atribuídas à mulher pode ser atribuído ao homem em outra.... A verificação de qualquer sistema de divisão sexual do trabalho mostra que ele é determinado culturalmente e não em função de uma racionalidade biológica. O transporte de água para a aldeia éuma atividade feminina no Xingu (como nas favelas cariocas). Carregar cerca de vinte litros de água sobre a cabeça implica, na verdade, um esforço físico considerável, muito maior do que o necessário...
tracking img