Resenha: referencial curricular nacional para a educação infantil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1876 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE CATÓLICA SALESIANA DO ESPÍRITO SANTO


GLAYSON DE SOUZA OLIVEIRA

JAQUELINE DOS SANTOS DE SOUZA

ROSENA MARIA ALVES DA LUZ













RESENHA:

REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL























VITÓRIA

2011

GLAYSON DE SOUZA OLIVEIRA

JAQUELINE DOS SANTOS DE SOUZA

ROSENA MARIA ALVES DA LUZRESENHA:

REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL




Trabalho acadêmico apresentado à Professora Patrícia Pereira de Souza, responsável pela disciplina Teorias Pedagógicas, Currículo e Formação Docente em Educação Física, do Curso de Educação Física 3º período, da Faculdade Católica Salesiana do Espírito Santo.VITÓRIA

2011

INTRODUÇÃO



Este documento foi elaborado de forma conjunta por professores e pesquisadores experientes na Educação Infantil e tem como finalidade proporcionar ao professor uma base de auxilio em suas aulas, a sociedade e o governo com o decorrer dos anos perceberam a importância da Educação Infantil (de 0 a 6 anos de idade) para odesenvolvimento da criança, colocando-a como direito da criança e dever do governo de ofertá-la. Então foram criadas Leis e Diretrizes para organizá-la.



PONTOS AUTOS



Como características o RCNEI visando o desenvolvimento da criança nessa fase (0 a 6 anos), baseia-se em cinco pontos importantes:

• A singularidade de cada criança;

• A necessidade delas de se interagir brincando;• A importância de freqüentar lugares que lhes possibilitem o crescimento cognoscitivo;

• O envolvimento delas em atividades extra-escolares que fortaleçam seus vínculos com a sociedade;

• Estar atentos às necessidades de cada uma no que tange um crescer saudável.



O referencial não é de uso obrigatório, porém foi elaborado levando em consideração as realidades de cadaregião o que junto aos responsáveis (de modo geral) pelas crianças podem trazer muitas melhorias para essa educação. Afinal, as creches tinham o caráter de cuidar, substituindo a ausência dos pais, principalmente no aspecto afetividade, porém as Pré-escolas têm o caráter de educar, mas que vive em constante problematização de como deve ser essa educação. Percebem a criança como ser integrante dasociedade, cada uma com suas próprias características que mesmo vivendo numa só sociedade, vivem sob culturas e tratamentos diferentes.

Coloca a educação como sendo uma maneira de proporcionar às crianças meios pelos quais irão formar sua identidade dentro da sociedade, ajudando a aprender sua importância e a importância do outro não importando sua raça, gênero ou classe social. Não excluindo anecessidade delas de afeto.

As brincadeiras que as crianças participam são o reflexo das vivencias anteriores deles, onde eles colocam em pratica sua imaginação somada a momentos em que não está sendo realizada uma brincadeira.

No brincar as crianças fantasiam de muitas maneiras, como os gestos, por exemplo, aquilo que na verdade não é uma brincadeira. O que elas percebem nas relações sociais, namídia ou em qualquer outro espaço se transforma em papeis a serem adotados nas brincadeiras. O professor tem a responsabilidade de administrar as brincadeiras de maneira que ocorra a aprendizagem. Para que haja proximidade com as práticas sociais reais, no processo educacional devem-se buscar meios para que a criança aprenda a importância real dos conteúdos aplicados nas praticas sociais.

Aintegração depende da estrutura organizacional da instituição considerando: “grau de deficiência e as potencialidades de cada criança, idade cronológica, disponibilidade de recursos humanos e materiais, condições socioeconômicas e culturais da região, estagio de desenvolvimento dos serviços de educação especial já implantando nas unidades federadas”.

Há necessidade de incorporar este trabalho...
tracking img