Resenha qual o valor de uma empresa?

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (578 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Jonas Junges

Titulo da resenha

Na coluna (Qual o valor de uma empresa? , da APIMECSUL do autor Marcos Antônio dos Santos Martins) fala sobre a questão do valor de uma empresa, sendo vista nacondição de comprador, vendedor ou avaliador , tendo em busca um modelo capaz de determinar com alguma segurança o valor de um empreendimento que é uma necessidade que atormenta a maioria dosinvestidores através dos tempos.

As dificuldades de se estabelecer com precisão um modelo de precificação têm levado muitos investidores e empresários a se valerem de modelos que simplificam demasiadamentea questão.

Damodaran, um dos mais conceituados autores na área de avaliação, declara-se surpreendido com o fato de que um grande contingente de investidores ainda compactuam com a teoria do “idiotamaior” para avaliar seus investimentos. De acordo com essa teoria, “o valor de um ativo é irrelevante desde que haja um “idiota maior” por aí, que esteja disposto a comprar o ativo deles”.Surpreso, ele relata que para determinar o valor de mercado de um ativo pode até garantir algum lucro, contudo não garante que o crescimento no “nível de insanidade” dos compradores será crescente einsensível ao crescimento de preços relativos dos ativos.
Mas a história demonstra, que os investidores que apostavam na teoria que sempre é possível
encontrar um “idiota maior” perderam muito ao longo dotempo.
Ele recorda que um dos postulados mais importantes para a realização de um bom investimento
é que o investidor não pague mais por um ativo do que ele realmente vale.

Alguns investidoresafirmam que o valor de um ativo está nos olhos de quem vê, e que qualquer preço pode ser justificado se há outros investidores dispostos a pagá-los um absurdo em termos de avaliação. As percepções podemser o melhor instrumento de avaliação quando o ativo em questão é um quadro de Portinari, uma escultura de Rodin, ou um vaso da era Egípcia, porém a aquisição de uma empresa não deve em momento algum...
tracking img