Resenha mentes emocionais e mentes racionais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2506 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE ANÍSIO TEIXEIRA

RESENHA CRÍTICA
MENTES EMOCIONAIS E MENTES RACIONAIS

VIVIANE TAVARES PESSOA

FEIRA DE SANTANA/BA
2012

VIVIANE TAVARES PESSOA

RESENHA CRÍTICA
MENTES EMOCIONAIS E MENTES RACIONAIS

Foi solicitado uma resenha critica do capitulo 20, do livro Cem Bilhões de Neurônios referente a Mentes Emocionais e Mentes Racionais da disciplina de neurofisiologia, nocurso de Psicologia sob orientação da professora Menilde Araujo.

FEIRA DE SANTANA – BA
2012
MENTES EMOCIONAIS, MENTES RACIONAIS

REFERÊNCIA: LENT, R. Mentes Emocionais, Mentes Racionais. Cem bilhões de neurônios, Conceitos Fundamentais da Neurociência.

Este capítulo, fala sobre a Emoção e a Razão que são sentimentos que convivemos diariamente, mas não sabemos como definir. Como não temosum conceito formado, foram adotados conceitos operacionais que ajudam a entender estes sentimentos a partir do próprio dia a dia sendo assim, a razão e emoção são operações mentais acompanhadas de uma experiência interior característica, capazes de orientar o comportamento e realizar os ajustes fisiológicos necessários.
Em muitas situações existem momentos em que predomina a razão e em outros aemoção. Na verdade, razão e emoção fazem parte das mais sofisticadas propriedades do cérebro humano, de um lado a razão, que contribui com operações onde o pensamento lógico, o cálculo mental e a resolução de problemas são requeridos; e o emocional com o medo, a agressividade e o prazer. Entre esses extremos, uma infinidade de possibilidades, o comportamento socialmente determinado, a tomada dedecisões, o planejamento de ações futuras, dentre outros. Esse contínuo infinito é chamado de mente.
A emoção é uma experiência subjetiva que conjuntamente com manifestações fisiológicas formam expressões exteriores percebidas. Este processo da experiência emocional permite que ela seja analisada mais facilmente com os métodos da Neurociência, visto que os componentes subjetivos de uma emoção nãosão de fácil controle. É possível analisar uma emoção acompanhando suas manifestações orgânicas e registrar a atividade cerebral por imagem ou traçados eletro- ou magneto fisiológico. Em animais experimentais não há a possibilidade de contar com “descrições subjetivas”, mas se podem estabelecer paralelos entre as manifestações fisiológicas que eles apresentam em certas situações, e as vivênciasinteriores relatadas por seres humanos em circunstâncias semelhantes.
Charles Darwin observou semelhanças entre indivíduos de diferentes espécies na expressão comportamental, ao analisar expressões faciais e movimentos corporais, concluindo que esses comportamentos têm uma determinação inata, sofrendo evolução do mesmo modo que as demais características biológicas das espécies. Desta forma, aexpressão das emoções tem um valor adaptativo importante na garantia da sobrevivência que foram observados em predadores e presas. De fato, podem-se admitir três grandes “utilidades” para as emoções: (1) a sobrevivência do indivíduo; (2) a sobrevivência da espécie; e (3)a comunicação social.
As emoções humanas não se restringem à raiva e ao medo, existem emoções como alegria, tristeza, amor, ódio,encantamento, agonia, desprezo, desespero, pânico, inveja, dentre outras, que dificulta sua classificação, pois elas pouco têm em comum. Alguns autores consideraram que o único elemento comum entre as diferentes emoções é o reforço, ou seja, um estímulo positivo ou negativo que resulta em prolongar ou interromper tal experiência emocional.
O que se pode dizer é que, ou representam um estímulo positivo(prazeroso) e assim, os comportamentos exibidos tendem a ser repetidos, ou representam estímulos negativos (desagradáveis), e os comportamentos que provocam tendem a ser eliminados.
Cada emoção seja ela positiva ou negativa, apresenta um padrão característico de manifestações fisiológicas, essas manifestações são respostas do SNA, que variam de acordo com a emoção e com o indivíduo que a...
tracking img