Resenha - manifesto do partido comunista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1050 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha: Manifesto do Partido Comunista

Escrito entre Dezembro de 1847 e Janeiro de 1848 e sendo publicado pela primeira vez em Londres, em Fevereiro de 1848, o “Manifesto do Partido Comunista” é considerado um conjunto de ideias e “verdades” nas quais os revolucionários comunistas acreditavam por conterem elementos que possibilitavam a justificação das grandes transformações sociais queocorreram na época. Foi encomendada a Marx (na época, com 29 anos) e a Engels (com 27 anos) pela Liga dos Comunistas em Londres no ano de 1847, uma reunião de ativistas, organizações e intelectuais de diversos países da Europa que defendiam o Comunismo.
Insere-se no contexto histórico da ascensão da burguesia e da queda do Antigo Regime do século XIX, que daria origem ao Capitalismo e ao modelosocial predominante até os dias de hoje. O Manifesto trouxe esperança e progresso à classe trabalhadora. Foi testemunha da rebeldia dos homens ao incentivar movimentos revoltosos de trabalhadores, ajudando a amenizar a exploração sofrida por tanto tempo ao enfatizar a igualdade entre os homens e ao declarar que o proletariado poderia ser senhor de sua vida.
A introdução aborda de maneira breve o medodo comunismo que rondava as classes dominantes na Europa. Esse medo levava à aliança dos poderosos contra esse adversário, criando uma imagem negativa deste. Nessa circunstância, o lado positivo era a existência do reconhecimento do Comunismo como uma nova força política emergente.
“Burgueses e Proletários”, a primeira parte do livro, começa com a afirmação de que a história de todas associedades é baseada em luta de classes. Na sociedade burguesa, por exemplo, não foi diferente. Ela não aboliu a divisão de classes, somente alterou as duas participantes dessa luta: a burguesia e o proletariado.
A burguesia moderna teve origem em grandes transformações nas formas de produção e nas relações de troca, além de importantes mudanças nos sistemas políticos das sociedades. Sua condição deexistência era a revolução, sendo dessa forma que surgiu em meio à sociedade feudal. Uma de suas “revoluções” foi a “globalização”, que com o aperfeiçoamento das relações comerciais, dos meios de produção e comunicação, levou a civilização a todas as nações. Seu grande desenvolvimento acarretou a centralização política, onde tanto o controle econômico quanto o político da sociedade estavam nas mãosdos burgueses.
Após o auge, a burguesia entra em crise. Não consegue manter o controle de sua produção nem de suas áreas de influência. À medida que a burguesia se desenvolvia, o proletariado também se desenvolvia. Este é a classe dos trabalhadores das fábricas burguesas, que só trabalham enquanto seu labor é capaz de aumentar o capital. Com o progresso da tecnologia empregada nessas fábricas,os salários dos trabalhadores começaram a diminuir, já que não era mais necessária a força dos mesmos. O desemprego dos homens começou a se elevar, pois em sua maioria, foram substituídos pela mão de obra feminina, que era ainda mais barata. Fato este que piorou a situação da burguesia, uma vez que o proletariado começou a se revoltar contra os burgueses e os instrumentos de produção instituídospor estes.
Quanto mais as fábricas cresciam, mais os trabalhadores sentiam-se prejudicados, começando, então, a se unir formando sindicatos visando o aumento dos salários. A principal conquista desses sindicatos foi, através dos meios de comunicação, fortalecer a união dos proletários de diversos cantos, fazendo das várias lutas locais, uma grande luta nacional. O enfraquecimento da burguesiafavoreceu o crescimento do movimento proletário. Em determinado momento, a própria burguesia pede apoio aos proletários nos conflitos contra outras burguesias, chegando até a armar o proletariado. Devido ao processo de dissolução burguês, uma parcela da burguesia se uniu à classe trabalhadora.
Apesar de ter uma dependência muito grande dos proletários, a burguesia não dava suporte a eles, o que...
tracking img