Resenha: filhos brilhantes, alunos fascinantes. augusto cury

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1059 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESENHA: FILHOS BRILHANTES, ALUNOS FASCINANTES. AUGUSTO CURY
Escrito em Segunda Feira 30 maio 2012 13h10min

Introdução

                O autor faz o relato da história de uma professora que, ao chegar na sala de aula percebe que há uma aluna muito triste e desesperançosa de seus sonhos pelo simples fato de ter se saído mal em uma prova. A professora resolve então contar a história de vidade Beethoven - um gênio da música que enfrentou um problema muito maior que aquele vivido naquele momento, a surdez, que o impossibilitou de fazer o que mais gostava - compor músicas, mas o gênio apesar de cair em profundo desespero fez de seu sofrimento um degrau para a superação do mesmo. E se tornou um gênio maior ainda. Com essa reflexão a professora mostra àqueles alunos que não devemosdeixar que os problemas nos derrotassem, devemos nos preparar para enfrentá-los e que é preciso aprender com eles crescendo na sabedoria e na capacidade de adquirir uma vida mais saudável e feliz. A professora faz também um paralelo entre a pessoa opaca, aquela que não consegue enfrentar os problemas e se torna triste e oprimida e a pessoa brilhante que consegue tirar proveito das derrotas e dosproblemas e aprendem com eles a se tornar pessoas melhores.

Filhos Brilhantes, Alunos Fascinantes. (Augusto Cury)

 O autor do texto relata um fato no qual, um dia uma professora se depara com uma situação inusitada ao chegar à sala de aula. Uma aluna havia feito uma prova e tinha se saído muito mal, estava frustrada e totalmente desanimada, até mesmo de correr atrás de seus sonhos. A professoraentão, perante aquele acontecimento resolveu contar uma história de vida para que os alunos refletissem melhor sobre o que havia acontecido. A história relatava um fato belíssimo, um homem surdo que produzia músicas belíssimas, um homem muito conhecido por suas preciosidades, por suas maravilhas que hoje temos o prazer de apreciar, esse homem é simplesmente, Beethoven. Beethoven era considerado umgênio da música, que compunha a partir de sua inspiração e de um simples piano, quando de repente percebeu que aos poucos estava perdendo o que tinha de mais precioso, sua audição, o sentido mais importante para que pudesse compor suas notas musicais, pois era através dela que podia apreciar e selecionar o que de mais bonito podia produzir. Beethoven então resolveu procurar os médicos, que nadapuderam fazer e para seu desespero, ficou totalmente surdo. Totalmente desesperançou da vida, Beethoven chegou ao fundo do poço, quando de repente percebeu que nada daquilo iria resolver seu problema. Resolveu então virar o jogo e escolheu um outro caminho, o de tentar de novo, dar a volta por cima enfrentando o problema e não deixando ser derrubado por ele. Começou novamente a tocar piano, mas nadaouvia, porém não deixou se abalar e aprendeu a ouvir de forma diferente, ele colocava os ouvidos sobre o solo e os objetos e aprendeu através das vibrações a distinguir as notas musicais. A partir daí começou a compor novamente, belíssimas músicas e Beethoven venceu sua grande barreira, sua grande dificuldade e se tornou um gênio maior ainda. Com essa história a professora Sofia mostrou para todosseus alunos que o ser humano não pode se deixar levar e abater pelos pequenos ou grandes problemas que aparecem durante a vida, é preciso ser maior e buscar forças para enfrentar os problemas que vão surgindo no dia a dia e dar a volta por cima. Os dissabores, as derrotas são normais na nossa vida é um processo natural, o homem também perde em suas batalhas, erra em suas atitudes e a revolta e atristeza faz parte, são sintomas de algo que não deu certo. Sofia ressalta ainda a diferença entre uma pessoa opaca e uma pessoa brilhante. A pessoa opaca não tem resistência para enfrentar os problemas e deixam se abater, caindo em profunda tristeza e desgosto, não consegue aprender com o próprio erro e nem com o erro dos outros, ela de desmancha na dor e se definha transformando sua vida em um...
tracking img