Resenha descritiva

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1047 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MORGAN, Greth. Mecanização Assume o Comando: As Organizações vistas como Máquinas. In:______. Imagens da Organização. 2ª.ed. São Paulo: Atlas, 1998. cap., 2 p. 111-125.

Resenha Descritiva
Imagens da Organização
Mecanização Assume o Comando: As Organizações vistas como Máquinas

Por José Francisco de Paula Filho¹

O Livro Imagens da Organização, o autor MORGAN, Greth (1998)faz uso de metáforas para ilustrar alguns princípios em ação. No capitulo 2 a ser resenhado, A mecanização Assume o Comando – As Organizações Vistas como Máquinas, é subdividida em seis seções – Máquinas, Pensamento Mecânico e Surgimento da Organização Burocrática, As Origens da Organização Mecanicista, A Teoria Clássica da Administração: Planejamento das Organizações Burocráticas, A AdministraçãoCientífica, Forças e Limitações da Metáfora da Máquina, A Mecanização Assume o Comando. As seções onde o próprio autor relata sobre a ideia de que a organização é uma máquina. Que a burocracia e outras formas de organização mecanicista são vez mas utilizadas.
No 1º seção Máquinas, Pensamento Mecânico e Surgimento da Organização Burocrática, Morgan (1998) o autor retrata asorganizaçõesplanejadas e operadas como se fossem máquinas e sua burocratização que num sistemade administração se utiliza da hierarquia e obediencia a trâmites inflexíveis. Com isso, existe uma tendência em esperar que as pessoas atuem como maquinas, criando um serviço rotineiro.
Em As Origens da Organização Mecanicista, o autor apresenta a visão de acordo como organizações são criadas e operadas paraatingirem metas e isso as transformam em organizações burocráticas. E isso vem desde os tempos das grandes pirâmides, e impérios, porém, com o aparecimento das máquinas verificou-se que os conceitos de organização se tornaram mecanizados, primeiramente na indústria e logo apos nas organizações. Ainda no século XVIII, o exército de Frederico, o Grande da Prússia, emergiu como um protótipo deorganização mecanicista (organização que funcio-ne como máquina). Frederico introduziu reformas para transformar o exército da Prússia em um mecanismo eficiente que funcionasse por peças padronizadas facilmente substituídas quando necessário. E para se certificar da operação e do comando, desenvolveram-se alguns princípios: todos os soldados deveriam ser ensinados a temer os seus oficiais mais que o inimigo;a distinção entre funções; a orientação e o comando; os controles seriam todos descentralizados para criar maior autonomia das partes em diferentes situações de combate.O autor cita o sociólogo Max Weber que discute sobre os paralelos entre a mecanização e a organização. Faz-se necessário que, Max Weber sempre esteve preocupado com a rotinização que a abordagem burocrática iria causar ao espiritohumano e a capacidade de ação espontânea. Ele caracterizou a burocracia como a forma de organização que privilegiava a formalidade, o profissionalismo, a impessoalidade e também a rapidez, a clareza, a precisão, a confiabilidade, a eficiencia, e que tudo isso sempre esteve baseado na divisão de tarefas fixas, em uma supervisão hierárquica, na aplicação de regras e regulamentos.
Na “teoriaclássica da administração” e da “administração científica” foi estabelecida por um grupo de teóricos que contrasta com a posição de Weber defendiam com firmeza a burocratização e direcionaram suas ideias à identificação de princípios e métodos detalhados através dos quais esse tipo de organização pudesse ser atingido. Já os teóricos da administração clássica focalizavam o planejamento da organizaçãototal, os administradores científicos se concentravam no planejamento e na administração de tarefas individuais, através disto princípios mecanicistas da organização penetraram em nosso pensamento cotidiano.
Na seção A Teoria Clássica da Administração: Planejamento das Organizações Burocráticas,Morgan (1998), demonstra às modernas técnicas de administração, e entre alguns teóricos citados pelo...
tracking img