Relatorio de aec

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1344 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIC – Universidade de Cuiabá
Faculdade Psicologia














Treino ao bebedouro



Paula Taiana Becker Tomazini (Observadora)
Sidney Felipe da Silva Junior (Anotador)
Ted Arruda Alves da Silva (Cronometrista)

Relatório nº 1
Grupo B1






















Fevereiro/2012
Nível operante

Em Analise experimental do comportamento, antes de sefazer um experimento, é necessário verificar os comportamentos iniciais do sujeito no ambiente de experimentação assim como afirma Alessandro Reis (2009). Esse processo é chamado de nível operante, onde o observador relata os eventuais comportamentos do individuo experimental no ambiente da caixa sem nenhum tipo de intervenção, a fim de adquirir os comportamentos normais do individuo na situação.Esses comportamentos são interessantes para fim de comparação com os efeitos da inserção de uma variável, para ver o que pode alterar o comportamento do individuo. Esses comportamentos segundo Moreira e Medeiros (2007) foram divididos inicialmente em farejar(F), andar (A), limpar-se(L), erguer-se nas patas traseiras (E), ficar parada(P) e resposta de pressão á barra (RPB) sendo necessária tambéma observação e conseqüente anotação de novos comportamentos q pudessem influenciar de forma significativa, os quais para esse individuo foram: procurar o papel(PP) e roer as grades(RG).
No presente experimento o individuo teve uma freqüência significativa dos comportamentos listados, mostrando assim que possivelmente não estará tão desconfortável com o ambiente da caixa no próximo experimento.Esse tipo de experimento é essencial no que tange a questão do ensino, pois, como diz Alessandro Reis (2009), “Um Comportamentalista, antes de ensinar algo a alguém, precisa saber o que a pessoa já faz e sabe!”. Assim, sabendo-se do que o rato normalmente costuma fazer no ambiente da caixa, fica mais fácil de o observador introduzir outros tipos de intervenção no sentido de alterar ocomportamento do individuo.
Essa perspectiva é interessante em outras áreas para alem da analise experimental do comportamento e propriamente da psicologia, como a pedagogia, nos EUA, onde se faz um pré-teste antes do aluno entrar em uma escola, para ver o repertório de conhecimentos que ele possui e podê-lo enquadrar em uma turma onde ele possa aprender de forma mais significativa. Depois desse modelo denível operante vem a intervenção do profissional de ensino seguido dos convencionais pós-testes ou teste comuns, para testar o que o aluno aprendeu.
No contexto clinico, assim como afirma Alexandre Reis:
“se o terapeuta comportamental objetiva ensinar habilidades sociais ao cliente, como digamos pedir perdão, então antes ele precisa saber o que o cliente já sabe sobre esse tema,precisa saber em que condições o cliente aceita pedir perdão por algo, quantas e quais vezes já fez isso, como faz isso de seu modo, etc.” (REIS, 2009)
Assim, fica visível a necessidade do nível operante antes de uma intervenção no individuo, para saber o que esse individuo já faz, e assim, comparar com o resultado do que se pretende fazer.Método


Sujeito


Nome: Cérebro Idade: 70 dias
Data de nascimento: 19/12/2011 Sexo: Masculino
Raça: Rattus norvegicus de linhagem Wister Peso: 196g
Tempo de privação: 69 horas. Históriaexperimental: Não há.



Aparelhos


Conforme descrito no Relatório N° 1.

Procedimentos


O Treino ao Bebedouro tem como objetivo fazer com que o animal se aproxime do bebedouro quando ouvir o seu ruído de funcionamento. O ruído produzido pelo funcionamento do bebedouro pode produzir no animal comportamentos indesejáveis (afastar-se da barra ou do próprio bebedouro, ou ficar parado). Contudo,...
tracking img