Reino monera

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1263 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Reino Monera


O Reino Monera é composto pelas bactérias e cianobactérias (algas azuis).
São seres simples, unicelulares e procariontes (não possuem membrana nuclear).
Elas podem viver em diversos locais, como na água, ar, solo, dentro de animais e plantas, ou como parasitas.
São classificados em dois grupos: Bactéria ou Eubactérias e Archaeas (Arqueobactérias).Bactérias e Cianobactérias


As Bactérias são os seres mais simples do planeta, e possuem mais de 4.800 espécies.
Várias espécies de bactérias são parasitas e podem provocar doenças aos seres vivos, principalmente ao homem. Mas também existem bactérias, como as que vivem no nosso intestino, que fabricam vitamina K e vitaminas do complexo B. Também existem bactérias que bactériasjunto com os fungos ajudam na decomposição de resíduos orgânicos e cadáveres. Outras são utilizadas na indústria para produzir iogurte e queijo, ou até mesmo na indústria farmacêutica na fabricação de antibióticos e vitaminas.
As bactérias são os menores organismos do planeta, com exceção dos vírus. A maioria mede entre 0,5 e 1,0 µm (micrômetro, a milésima parte do milímetro) cerca de dezvezes menores que as células eucarióticas.
As formas físicas das bactérias podem ser de quatro tipos: cocos, bacilos, vibriões, e espirilos. Os cocos, podem se agrupar, e formarem colônias. Grupos de dois cocos formam um diplococo, enfileirados formam um estreptococos, e em cachos, formam um estafilococo. Os bacilos também podem formar colônias, mas isso é um processo raro, e que nãoacontece com os espirilos e com os vibriões.
Possui parede celular, mas ela é diferente daquela encontrada nas plantas e nos fungos. Sua parede celular é formada por uma substância chamada peptidoglicano, que são moléculas de carboidratos e aminoácidos.
Algumas espécies de bactérias possuem uma cápsula ao redor da parede celular, formada por proteínas e polissacarídeos. Essa capsula alémde dar uma proteção extra a bactéria contra a penetração de vírus e ataque de glóbulos brancos, também ajuda a bactéria a se prender em vários tipos de superfície, como nos dentes, no caso das bactérias que provocam a cárie.
Abaixo da parede celular encontramos a membrana plasmática, uma estrutura rica em enzimas respiratórias e muito importantes no período de divisão celular da bactéria,levando o material genético para as extremidades da célula.
No citoplasma encontramos o DNA, que tem forma circular e não está ligado a proteínas, como nas células eucariontes. A região onde ele está localizado é chamada de nucleóide.
Não existe um núcleo individualizado, aquele que separa a membrana nuclear do material genético do citoplasma. Além do DNA principal, também pode haveralguma moléculas menores de DNA, os plasmídios, que podem conter genes que ajudam a bactéria a ter resistência a antibióticos.
Para se locomover as bactérias possuem filamentos longos, os flagelos. Também pode haver filamentos de citoplasma, as fímbrias, que funcionam na conjugação (troca de material genético entre duas bactérias) que ajudam a bactéria a se prender nas células hospedeiras,facilitando a infecção.
Pelo método de Gram (desenvolvido por Hans Christian Gram, em 1884) as bactérias podem ser classificadas como gram-posivitas e gram-negativas. Nesse método elas são submetidas a um corante violeta especial que evidencia a presença de peptidoglicano. As bactérias gram-positivas conservam o corante, mas as gram-negativas não, pois ela tem uma camada externa adicional,como uma segunda membrana plasmática, que evita o contato do corante com o peptidoglicano. As bactérias gram-positivas são mais sensíveis a antibióticos.
Algumas cianobactérias vivem isoladamente, enquanto outras se associam em colônias de até 1 metro de comprimento.
São seres autótrofos fotossintetizantes. Além da clorofila, as cianobactérias possuem ficocianina (pigmento azul) e a...
tracking img