Regionalismo em godofredo rangel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1388 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O LEGADO DE UMA VIDA OCIOSA: Um estudo sobre a literatura regionalista mineira de Godofredo Rangel

Danyelle Marques Freire da Silva
Universidade Vale do Rio Verde – UNINCO

danyellemarques@hotmail.com

Resumo

O artigo é resultado do trabalho que desenvolvemos na disciplina Teoria do Signo do programa do Mestrado em Letras – Linguagem, Cultura e Discurso da Universidade Vale do RioVerde (UNINCOR). Trata-se de reflexões feitas em decorrência do Grupo de Pesquisas Minas Gerais: diálogos, que visa trazer particularmente, a descoberta, divulgação e valorização de autores não canônicos, pouco conhecidos; de manifestações culturais mineiras e de obras que tratem de Minas Gerais, principalmente aquelas menos difundidas. Originariamente, essas reflexões são, ainda, resultados do nossoprojeto de pesquisa, em desenvolvimento. Sob esta perspectiva, nossa reflexão volta-se para a revisão do Regionalismo no conto “O legado” do escritor mineiro Godofredo Rangel fazendo um levantamento bibliográfico da teoria dos gêneros literários dando ênfase ao gênero conto por ser este o objeto de estudo escolhido para investigação.

Palavras chave: gêneros literários, regionalismo, teoria doconto

Godofredo Rangel é um nome desconhecido das novas gerações. Nascido em Três Corações (MG), em 21 de novembro de 1884, estudou direito em São Paulo no início do século XX e se integrou a um grupo de jovens intelectuais (entre eles Monteiro Lobato e o poeta Ricardo Gonçalves), o chamado Grupo do Minarete. “O Legado” é um conto que aparece no livro Os Humildes, publicado em 1944. Aparecetambém na antologia que reúne vinte e três contistas mineiros, organizada por Edgar Cavalheiro (1959), que esclarece estar o regionalismo das obras escolhidas na fixação de tipos, costumes e linguagem local, regionalismo que se vincula ao ruralismo e ao provincialismo.  
José Godofredo de Moura Rangel foi um dos mais respeitados escritores mineiros de seu tempo. Desde os 12 anos, elaboravajornais manuscritos, onde divulgava notícias, textos literários e peças teatrais, em muitas delas fazia participação.
Com a morte de seu pai, foi estudar direito em São Paulo, onde conheceu um grupo de amigos com pretensões literárias, o grupo foi chamado “Cenáculo”. Os participantes desse grupo participavam ativamente com textos em revistas e jornais e ainda produziam periódicos de pequena tiragemcom temas de interesse geral. Um desses periódicos é o chamado “O Minarete”, onde se encontra muitos contos e crônicas de Rangel. Entre os amigos do grupo destacam-se Monteiro Lobato e o poeta Ricardo Gonçalves.
Godofredo Rangel publicou, depois de muita insistência dos amigos, em 1920 o livro Vida ociosa: romance da vida mineira. Logo após, em 1922, publicou o livro de contos “Andorinhas” e em1929 a narrativa romântica “A filha”, os contos infantis “Um passeio a casa de papai Noel”, “Histórias do tempo do onça”, e o livro de contos “Os humildes”.
Sua vida esteve dividida entre o magistério, as funções jurídicas e a atuação nas letras. As obras de Godofredo Rangel são consideradas pequenos retratos de Minas, pois registram o modo de viver do mineiro, com seus costumes mais prosaicos;acrescidas das lembranças da infância e da adolescência. (LOBATO,1950)
Luiz Gonzaga Marchezan (2009, p. 5.) em sua obra intitulada O conto regionalista do romantismo ao pré-modernismo, nos apresenta dois contos de Godofredo Rangel, No sertão e O destacamento, esclarecendo, que juntamente com Alcides Maya e Monteiro Lobato, refinaram a contística regionalista na linguagem moderada que utilizampara as suas narrativas, com cortes de humor, drama e burla.
Marchezan ainda nos diz:

Os contistas pós-romanticos e os pré-modernistas encenam, de forma crescente, uma diversidade de relações temático-figurativas: casos, situações vividas por vaqueiros, tropeiros – grupos e valores culturais que sempre entram em cena diante de um cenário típico. Há portanto, durante, esses momentos, um maior...
tracking img