Rafael bordalo pinheiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1241 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Em primeiro lugar  foi abordada a vida e biografia de Rafael Bordalo Pinheiro. Onde constatei que nasceu a 21 de Março de 1846 em Lisboa, vindo a falecer a 23 de Janeiro de 1905. Foi considerado o "Homem dos Sete Ofícios", devido ao facto de ter exercido diversas profissões, todas elas relativas à área artística, tais como: ilustração, cerâmica, teatro, jornalismo, com humor e imaginaçãocaricaturais ,e desenho.  Sobressaiu na cultura portuguesa no seculo xIX. 
É oriundo de uma família ligada às artes, pois o seu pai era pintor, embora não muito reconhecido, fazia-lo por gosto. O seu irmão, de nome Columbano também se integrou na área do Desenho, tendo sido "O Pintor do Drama Português" como era conhecido pela geração de setenta.
 Estudou na Academia de Belas Artes, no Curso Superiorde Letras e na Escola de Arte Dramática, contudo por influência de seu pai não seguiu esta vertente do Teatro. 
No ano de 1866 casou-se com Elvira Ferreira de Oliveira e no ano seguinte nasceu o seu filho Manuel Gustavo Bordalo Pinheiro, que foi também caricaturista e ceramista.
Foi em 1863 que acabou por descobrir a sua autêntica vocação motivado pelas intrigas políticas de bastidores, por issoa sua vocação para a caricatura de Humor político.
.Rafael Bordalo Pinheiro viveu numa época de mudanças políticas, e por isso, pensou que tinha o dever de fazer uma crítica e dar a sua opinião, pois ele próprio sentia-se  muito ligado ao povo, fazendo críticas construtivas ao mesmo, onde realçava as suas características e defeitos, como por exemplo, o facto de não ser um povo muito lutador eambicioso, caracterizar-se de certa forma pela arrogância e ignorância, usando então Bordalo Pinheiro, desta forma o humor para provocar, intervirr e manifestar-se contra estes desagrados. Destacou-se pela modernidade , pelo optimismo e pela serenidade desta época mais agitada.
Procurou fazer críticas e destacar aspectos passados que hoje condicionam o presente, pois ainda está muito actual a suacrítica.  Por exemplo, alguns políticos eram contrabandistas, e por isso, ele dizia nomes ou não, não se importando com o que as pessoas pudessem pensar, nomeadamente nas edições do jornal "O António Maria". Através da caricatura, criticou todas as personalidades de relevo político, da igreja e da cultura da sociedade portuguesa, conseguindo conquistar desta forma admiração e respeito público.Seguidamente, foram-nos apresentadas mais pormenorizadamente as áreas artísticas em que se integrou e a sua participação nestas.
Relativamente ao Teatro, iniciou-se aos catorze anos, contudo, abandonou esta área por influência paternal no que diz respeito à parte de ser actor, pois continuou em contacto com este mundo de outra forma, ou seja, lançando jornais de Artes dramáticas, fazendo críticas paraas mesmas e para os espectadores do Teatro, trabalhando para figurinos, participando em tertúlias, desenhando cenários, realizando caricaturas e sendo um espectador incessante. O material de Rafael Bordalo Pinheiro relativo ao mundo do Teatro, nomeadamente as suas pinturas, esculturas e artes plásticas, conseguem-nos dar a percepção de como foi o Teatro em Portugal nessa época.
Durante trinta ecinco anos destacou-se como jornalista. Lançou três publicações: "O Calcanhar de Aquiles", "A Berlinda" e "O Binóculo", este último foi talvez o primeiro jornal em Portugal a ser vendido dentro dos teatros. Colaborou em jornais humoristas e embarcou para o Brasil no ano de 1875, tendo sido contratado pelo jornal  "O Mosquito". A "Lanterna Mágica", publicada no mesmo ano consistiu no ponto departida para o aparecimento do emblemático "Zé Povinho". Em Setembro de 1877 fundou o semanário "Psit!!!" e depois "O Besouro".
De volta a Lisboa no ano de 1879, fundou com o jornalista G. de Azevedo "O António Maria". Publicou "O Álbum das Glórias Portuguesas" e foi colaborador do "Illustrated London News". 
A partir de 1884, começou o seu interesse por cerâmica, tornando-se o director artístico...
tracking img