Quimica fundamental

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1303 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1) Ajustar as seguintes equações químicas:

a) MnO4 + SO32 Mn2+ + SO42 (meio ácido)

2 MnO4- + 5 SO3²- + 6 H+ ---> 2 Mn²+ + 5 SO4²- + 3 H2O

b) SnO22 + ClO SnO32 + Cl (meio básico)

SnO22 +2ClO + 2e- +2OH- SnO32 + 2e- + H2O + 2Cl

2) Fazendo uso da tabela de potencial de redução. Explicar como proceder a coleta de dados que permitacompletar a reação química proposta a seguir; e (b) Balancear a reação.

K2Cr2O7 + FeSO4 + HCl ?

8 K2Cr2O7 + 3 FeSO4 + 42 HCl  5 K2CrO7 + 3 FeCl3 + 3 K2SO4 + 11 CrCl3 + 21 H2O

3) A análise elementar de 0,564 g de um composto orgânico, produziu 0,827 g de CO2 e 0,336 g de H2O no estado de vapor. 0,402 g do composto depois de volatilizado ocuparam o volume de 150 cm3 nas CNTP.(a) Explicar cada etapa do cálculo de determinação da fórmula molecular do composto. (b) Escrever a fórmula molecular do composto.

Adotando o composto orgânico como:
CxHyOz
Vamos agora equacionar o sistema:

CxHyOz+ O2=>x*CO2+y2*H2O

É possivel calcular a massa de carbono do composto baseado no dioxido de carbono, através de uma regra de três calcula-se que a massa de carbono no componenteé:

44g CO2- 12gC
0,827g-x
x=0,225g
Aplicando a mesma linha de raciocínio calculamos a massa de hidrogênio igual a 0,037g.

Como o oxigênio é único elemento restante, podemos calcular a sua massa no composto através do resto da equação, já que se sabe o valor da massa de carbono e hidrogênio.

Mo2=0,564-0,225-0,037=0,302g

A fórmula mínima será:
C = 0,225/12 = 0,018 mol
H = 0,037/1= 0,037 mol
O = 0,302/16 = 0,018 mol

Dividindo tudo pelo menor termo tem-se:

C = 1
H = 2
O = 1

Desta forma teremos a seguinte formula mínima:
C1H2O1

M=12+2+16=30g/mol
Para calcular a massa molar da fórmula molecular usamos os dados informados na própria questão

0,402 g --------0,15 L
M. molar ........22,4 L (1mol nas condições normais de temperatura e pressão)
Logo, a massamolar =60g/mol

N=60/30=2

Formula molecular=Formula mínima. N

Fórmula molecular= C2H4O2

4) 6,250 g de uma amostra de carbonato de magnésio (MgCO3) foi tratada com excesso de solução de ácido sulfúrico (H2SO4) obtendo-se 600 cm3 de gás carbônico a 27 oC e 2,5 atm de pressão. Calcular o grau de pureza da amostra.

P = 5atm
V = 600 cm*cm
T = 27 C = 300 K
R = 0,082 atm*L/(K*mol)P*V = n*r*T
2,5*0,6 = n*0,082*300
n = 0,061 mol de CO2

A massa molar do carbonato de magnésio é:

M = 24+12+3*16 = 84g/mol

Pela equação, nota-se que 1 mol de MgCO3 produz um mol de CO2:

84g MgCO3 ---- 1mol CO2
m -------- 0,061 mol CO2

m = 84*0,061
m = 5,124 MgCO3

A amostra de 6,25g, porém só 5,124g de MgCO3, então a pureza é de:

6,25g ---- 1
5,124 ---- G

G = 0,81984 =81,9%

5) Suponha que 20,0 ml de uma solução 0,100 M NaOH(aq) foram adicionados a 40,0 ml de uma solução 0,200 M de Cu(NO3)2(aq). (a) Escreva a equação química da reação de precipitação, a equação iônica completa e a equação iônica simplificada. (b) Qual será a molaridade dos íons Na+ na solução final?

Dados: H = 1,0079; C = 12,01; N = 14,01; O = 16,00; Na = 22,99; Mg = 24,31; S = 32,06; Cu= 63,55.
R = 0,08205 Latmmol1K1.
1 L = 1000 cm3

Natal, 01 de março de 2013.

Aluno(a) ________________________________________________________________ Nota ______________


Questão 1.

O gráfico a seguir registra cinco evoluções sofridas por um gás ideal em sistema fechado, sendo estas: a-b, b-c, c-d, d-a e a-c realizadas no plano p-V.a)Caracterizar as evoluções segundo: 1) Modalidade da evolução: Expansão ou Compressão.

a-b:expansão
b-c:
c-d:compressão
d-a:
a-c:Isotermica
+ 2) Processo: Isotérmico, isobárico, isocórico ou adiabático.

a-b:isobarica
b-c:Isocorica
c-d:Isobarica
d-a:Isocorica
a-c:Isotermica
3) Lei que rege o comportamento do gás ideal no decorrer da evolução: Boyle-Mariotte, Charles,...
tracking img