Qualidade de vida no trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3675 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Amauri Vissani
Luciano Balduino dos Reis
Luciano Batista Nogueira
Marcelus Rocha
Otávio Marangoni





Qualidade de Vida no Trabalho














Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Campus Poços de Caldas
Amauri Vissani
Luciano Balduino dos Reis
Luciano Batista Nogueira
Marcelus Rocha
Otávio Marangoni



Qualidade de Vida no TrabalhoPesquisa sobre Qualidade de Vida no trabalho apresentada ao 2.º período do curso de Administração da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – Campus Poços de Caldas.
Orientador: Professor Henrique Maia Veloso





Poços de Caldas
Novembro/2002



Curso de Administração
Pontifícia Universidade Católica de Minas GeraisÍndice


Qualidade de Vida no Trabalho



1) Introdução _____________________________________________ 3
2) Conceitos ______________________________________________________ 3
3) Fatores determinantes de qualidade de vida no trabalho __________ 6
4) Conclusão ______________________________________________________ 15







Qualidade de vida no trabalho1) Introdução


Esta pesquisa trata da qualidade de vida no trabalho procura mostrar fatores preponderantes e determinantes da qualidade de vida no trabalho (QVT) do indivíduo e seus reflexos dentro de uma organização, além de mostrar os fatores necessários para a implantação de programas de qualidade de vida nas empresas.


2) Conceitos


O conceito de QVT émuito abrangente, e precisa ser definido com clareza, uma vez que as posições profissionais dos trabalhadores dentro de uma organização são meios de satisfazerem suas necessidades de toda ordem, com reflexos evidentes em sua qualidade de vida. A qualidade de vida baseia-se em uma visão integral das pessoas, que é o chamado enfoque biopsicossocial. O enfoque biopsicossocial das pessoasorigina-se da medicina psicossocial, que propõe a vida integrada ao ser humano. Conforme desenho abaixo fica claro que o conceito de QVT è mais amplo do que as teorias tradicionais de motivação.






















Segundo esse enfoque, saúde não é apenas ausência de doenças, mas também o completo bem estar biológico, psicológico e social. Esta definição, adotada pelaorganização mundial de saúde em 1986, abre espaço significativo para compreensão e administração de fatores psicossociais na vida moderna, especialmente no ambiente de trabalho. Um dos fatores que nem sempre aparece nas teorias convencionais é o stress e, no entanto, sua correlação com o trabalho é evidente. Atividades que requerem exaustivo esforço físico, ou que são alienantes, ou realizadas emambiente de tensão, produzem efeitos psicológicos negativos, mesmo que a pessoa esteja bem fisicamente. O stress depende da capacidade de adaptação , que envolve o equilíbrio entre exigência que a tarefa faz a quem a realiza e a capacidade da pessoa que a realiza. Equilíbrio produz bem estar e sem ele resultam diferentes graus de incertezas, conflito e sensações de desamparo. O equilíbrio oudesequilíbrio pode ser produzido não apenas pela tarefa, mas por uma conjuntura. Por exemplo, uma situação de crise financeira e a perspectiva de perda de emprego deixam as pessoas em estado de grande tensão. Uma pessoa que perde o emprego pode passar a sofrer de diversos males, decorrentes da perda da estima pela dificuldade de recolocação. É tão serio este problema,que algumas empresas investem no apoiopsicológico de seus funcionários. Além do enfoque biopsicossocial o conceito de qualidade de vida no trabalho baseia-se em uma visão ética da condição humana. A ética, como base da QVT procura identificar, eliminar ou minimizar todos os tipos de riscos ocupacionais. Isso envolve desde a segurança do ambiente físico, até o controle do esforço físico e mental requerido para cada atividade, bem...
tracking img