Psicopedagogia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6179 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1 ERA UMA VEZ...TRAJETOS E PROJETOS
A nossa vida é sempre construída por elaborações e reelaborações de projetos, podem ser como escrever uma carta ou realizar uma viagem estes podemos chamar de simples ou escolher uma profissão esse podemos chamar de mais complexo.Uma das razões que encorajam a pedagogia de projetos segundo Boutinet, e a necessidade da quebra do quadro coercivo de programasescolares para que possa suscitar uma certa criatividade. Apontamos na pedagogia de projetos John Dewey que é filosofo e educador e William Kilpatrick seu seguidor, os principais representantes.Uma proposta onde reflete o pensamento de uma escola ativa, onde seu principal foco é a vida em comunidade e também a resolução de problemas decorrente da mesma. A função principal da escola seria a deauxiliar a criança a compreender o mundo através da pesquisa, de debates e de solução dos problemas mas para isso as atividades escolares tem que estar sempre relacionada com os interesses e também as necessidades das crianças e comunidades.
Para que seja possível o planejamento de um projeto, devemos decidir primeiro qual é o seu propósito , e daí colocar em prática o plano de trabalho paraque haja sua resolução, e também para que possamos executar o plano e depois avaliar o trabalho final.Afirma Dewey que “projetar e realizar é viver em liberdade” como princípios fundamentais levanta para a elaboração de projetos na escola
:a) Princípio da intenção- toda ação, para ser significativa, precisa ser compreendida e desejada pelos sujeitos;
b) Princípio da situação-problema – opensamento surge de uma situação problemática que exige soluções;
c) Princípio da real experiência anterior – as experiências passadas formam a base na qual se assentam as novas;
d) Princípio da investigação cientifica – a ciência se constrói a partir da pesquisa e aprendizagem escolar também deve ser assim;
e) Princípio da integração – é preciso partir de situações fragmentadas e construirrelações;
f) Princípio da prova final – verificar se, ao final do projeto, houve aprendizagem e se algo se modificou;
g) Princípio da eficácia social – a escola deve oportunizar experiências de aprendizagem que fortaleçam o comportamento solidário e democrático;
No começo do século XX, com as tentativas de implementação dos projetos nas escolas americanas encontrou vários entraves, como o fato de aconcepção tradicional do programa ser uma lista sem fins de conteúdos obrigatórios e da necessidade de prever o período de duração dos projetos antes de sua execução. Tentando superar as tais dificuldades a proposta de trabalho através de projetos transformou-se unidade didática, controlando os tempos e temas de realizações, oferecendo um poder maior para adultos na proposição das atividades etambem na sua organização.
foram construído os projetos com a intenção de inovação e de quebrar a monotonia da escola tradicional, com convicção seus criadores tinham ideias de pioneiros, com compromisso e tambem com a transformação da realidade, com o desejo e a coragem de assumir o uma ideia ou melhor dizendo o risco de inovação e com a certeza de que seria necessário exercer ou criar uma novapostura profissional.Hoje em dia voltamos a falar de projetos, mas não igual ao que a Escola Nova fez. Agora em uma “nova versão”, estão incluídos o contexto sócio-histórico, e não só o ambiente imediato, o conhecimento das características dos grupos de alunos envolvidos, com atenção a diversidade e o enfoque em temáticas contemporâneas e pertinentes a vida das crianças.
2 POR QUE VOLTAR A FALARDE PROJETOS?
Nesse capitulo se reflete quais seriam os motivos que essa forma de organização voltou ao cenário educacional contemporâneo. Em grande parte das idéias pedagógicas tambem com grande dificuldade que tiveram para inserir-se nos sistemas educacionais nacionais, e o fato de uma grande parte da população ter tido um acesso à escolaridade ao longo dos anos e ainda assim não ter...
tracking img