Psicologia!

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (426 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Todo contato entre seres humanos envolve sentimentos e realidades com o mundo em que vivem, somente assim haverá entendimentos entre os envolvidos. Esses vivem em suas próprias realidades, tendo comobase, suas experiências de vida. Cada pessoa vive em seu mundo particular, que são completamente diferentes uns dos outros; seus sentimentos, os valores dados a um relacionado objeto ou pessoa sãodiversos, exatamente por cada pessoa ser única nesse mundo.
A humanidade, desde seu início, vem demonstrando sentimentos e emoções que, de fato, podem nos aproximar ou nos afastar de outrosindivíduos. O sentimento de EMPATIA é aquele que logo de cara já gostamos da pessoa, temos prazer em estar com ela, sentimos um bem estar e tal; há também outros sentimentos, como APATIA e ANTIPATIA. A 1ªnos dá aquela vontade de falar somente o básico, de forma extremamente formal; já a 2ª, é que quando vemos “A” pessoa, bate aquele desprazer, aquela indiferença, aquele bom e velho ditado: “O meu santonão bateu com o dele!”.
Temos uma “única” realidade, aquela que está bem à nossa frente, na nossa cara, à ponto de nos “picar”; porém podemos criar, imaginar várias realidades dentro da nossacabeça, assim, podendo nos confundir do que é real ou não. Como já diziam Berkeley e David Home: “nenhum conhecimento absoluto é possível, e aquilo que sabemos da realidade é baseado na experiênciasubjetiva (experiência interior), a qual não reflete necessariamente o quadro verdadeiro do mundo.”
Portanto, podemos afirmar que a concepção da realidade está na forma de “como enxergamos o mundo”,ou seja, na nossa experiência subjetiva. Cada consciência, em particular, integra e totaliza de maneira muito peculiar e delicada de como esta pessoa se relaciona com o mundo, com o SEU mundo. O meumundo não é o seu, e vice-versa; cada pessoa vive e tem o seu próprio espaço, apesar de sabermos que, lá no fundo, ocupamos um “mesmo lugar” aqui na Terra, entretanto, o enxergamos de modo...
tracking img