Psicologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1169 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
20/06/12

Visualização de Prova

Disciplinas Mat riculadas

Avaliaç ão:
Disc iplina:
T ipo de Avaliaç ão:
Aluno:
Not a da Prova:

Av aliação On- Line
AV1- 2012.1 EAD - PSICOLOGIA NAS ORGANIZAÇÕES - GST 0574
GST 0574 - PSICOLOGIA NAS ORGANIZAÇÕES
AV1

Prov a On- Line

Questão: 1 (180556)
Lewin (1946) est udou as nec essidades int erpessoais dos indivíduos, ref orç ando que suaint eraç ão
sat isf at ória em grupos é um bom indic at ivo de saúde ment al. Desenvolveu seus est udos e
prát ic as, at é hoje ut ilizadas nas empresas, os quais c hamamos: Pont os da Que st ã o: 0,5
Rec rut ament o e seleç ão;
Dinâmic as de grupo
Avaliaç ão e desempenho;
T empest ade ment al
Simulaç ão de desempenho
Questão: 2 (180563)
Cooper (1997) ref orç a a nec essidade de pesquisasque relac ionem int eligênc ias e desempenho.
Ac resc ent a, ainda que as organizaç ões c onst it uem meios onde os aprendizados são viabilizados
de modo programado, pelos t reinament os, e de modo espont âneo (nas t roc as int erpessoais). Para
que os aprendizados sejam uma c onst ant e na rot ina de c olaboradores no meio c orporat ivo é
nec essário: Pont os da Que st ã o: 0,5
Que as relações int erpessoais sejam um invest iment o c onst ant e;
Que oc orram c apac it aç ões programadas;
Que os c olaboradores t rabalhem soment e naquilo que gost em
Que o ambient e c orporat ivo possua c lima sat isf at ório
Que as organizaç ões premiem os c olaboradores pelo desempenho;
Questão: 3 (180568)
O c onc eit o de Múlt iplas Int eligênc ias, de Gardner (1983) permit e inf erir quenumj gest or de
rec ursos humanos:

Pont os da Que s t ã o: 1

Não pode f alt ar int eligênc ia int erpessoal
Não pode f alt ar int eligênc ia c orporal
Não pode f alt ar int eligênc ia mec ânic a

Não pode f alt ar int eligênc ia music al
Não pode f alt ar int eligênc ia mat emát ic a
Questão: 4 (180571)
At ualment e é muit o c omum ut ilizar t ermos da psic ologia no senso c omum, como, por exemplo: "Ele
est á depressivo". A psic ologia explic a quest ões relat ivas á c ondut a de t odos os animais baseadas
https://sia.estacio.br/portal/prt0010a.asp?p1=3122092&p2=9095&p3=1397729

1/3

20/06/12

Visualização de Prova

em pesquisas, já o senso c omum: Pont os da Que st ã o: 1
ut iliza c rit érios de validaç ão c ient íf ic a
c ondiz c om bibliograf ias espec íf icas
part e da explic aç ão popular
é pert inent e a f idedignidade dos c onc eit os
ident if ic a at ores c onf orme est udos
Questão: 5 (180554)
Pedro é um jovem aprendiz em uma empresa de médio port e. Ele t em 16 anos e demonst ra muit a
responsabilidade c om o seu t rabalho, mas ao mesmo t empo, demonst ra- se t ímido, não c uida de
sua aparênc ia e se ac ha f eio.
Em relaç ão àpersonalidade, podemos af irmar que:
Pont os da Que s t ã o: 1

Pedro já est á c om sua personalidade f ormada.
Pedro dif ic ilment e mudará o que pensa a seu próprio respeit o.
Pedro t erá dif ic uldades em se relac ionar c om as pessoas.
Pedro t erá f ac ilidades para liderar equipes ef ic azes.
Pedro ainda est á em f ormaç ão e mudanç as podem oc orrer.
Questão: 6 (180548)
Os proc essos decisórios envolvem aspec t os relac ionados à personalidade, ao ambient e e às
pressões envolvidas nos papéis soc iais desempenhados. Regat o (2008) observa que o aspec t o
soc ial:
Pont os da Que s t ã o: 1

F ac ilit a os at ores envolvidos nas dec isões a def inirem suas esc olhas
Não desempenha f at or de inf luênc ia nos proc essos dec isórios
.
Cria f at ores de exibiç ão para t odas aspessoas no seu exerc íc io de papéis;
Cria f at ores inibit órios para uns e de exibiç ão para out ros;

Represent a f at ores inibit órios para t odas as pessoas que desempenham papéis soc iais;
Questão: 7 (180538)
A psic ologia ajuda a esc larec er as c ondut as dif erenc iadas das pessoas. Nas organizaç ões uma
grande c ont ribuiç ão da psic ologia diz respeit o a: Pont os da Que st ã...
tracking img