Psicologia social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1613 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdades Metropolitanas Unidas - FMU
Núcleo de Ciências Biológicas e da Saúde
Psicologia







PSICOLOGIA SOCIAL







Gabriela Gonçalves Ferreira
Gabriella Stephanie Rodrigues
Julia Locci Zorzi
Juliana Roque
Leticia Coutinho
Maria Júlia Gimenez Scapini












São Paulo
2013

Gabriela Gonçalves Ferreira
Gabriella Stephanie Rodrigues
Julia LocciZorzi
Juliana Roque
Leticia Coutinho
Maria Júlia Gimenez Scapini









PSICOLOGIA SOCIAL







Trabalho apresentado à disciplina Psicologia Ciência e Profissão, pelo professor João Roberto, como requisito parcial para a média.








São Paulo
2013

SUMÁRIO

I. INTRODUÇÃO À ÁREA XX
II. HISTÓRICO DA ÁREA XX
III. RESOLUÇÃO DO CFP XX
IV.PRÁTICA DO PSICÓLOGO XX
V. CONSIDERAÇÕES FINAIS XX
VI. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS XX











































I. INTRODUÇÃO À ÁREA

A ciência que chamamos de Psicologia, em si, é considerada um estudo com vocações sociais, assim, podendo ser atrelada a Psicologia Social, porém essa especialização da Psicologia vai além do estudosocial como um todo.
Atualmente, a Psicologia Social é considerada como uma especialização isolada da Psicologia pelo foco que possui nos meios e abordagens teóricas específicas que podem fazer um paralelo entre explicações sociológicas e psicológicas, chegando assim num consenso.
Sendo também considerada uma fronteira entre a Psicologia e a Sociologia, a Psicologia Social pende, de fato, para osdois lados, mas é nomeada como Psicologia, pelo fato de ser um estudo social com um foco individual e não social. Estudando e procurando compreender as relações interpessoais, a comunicação e relação do indivíduo com a sociedade como grupos sociais e as representações sociais do ser. Basicamente, é o estudo dos indivíduos num contexto social em que se encontram.
Para que o estudo tenhaeficiência, geralmente existem quatro níveis de análise padrão: Um primeiro nível, que estuda os processos intraindividuais (processos de um indivíduo próprio) e tenta compreender a forma como o indivíduo dispõe e organiza suas experiências com o meio em que vive. Um segundo nível que descreve os processos interindividuais (comparação de processos individuais entres dois ou mais indivíduos) e situacionais,onde há dinâmicas que procuram explicar os sistemas de interação. Um terceiro nível que procura explicar e compreender as características da sociedade, o papel de cada indivíduo e como sua posição social interfere e muitas vezes modula suas relações intraindividuais e interindividuais. E por fim, um quarto nível que se remete às crenças, representações sociais, avaliações, valores e normas.
Alémde tudo, a Psicologia Social estuda o condicionamento, que se trata de um processo no qual um estímulo, um objeto e o contexto em que a pessoa está inserida momentaneamente pode influenciar numa resposta diferente para cada indivíduo. E também crê e afirma que mecanismos mentais e comportamentais se dão muito e quase que completamente pela esfera social humana.
Enfim, podemos dizer que aPsicologia Social pesquisa e estuda as relações sociais e a dependência entre os indivíduos com a sociedade.



II. HISTÓRICO DA ÁREA

Comte (1798-1857), que inventou o termo “sociologia” e muito fez para situar as ciências sociais na família das ciências, foi o primeiro autor a ter concebido a ideia de uma psicologia social.
Em 1895, o cientista social francês Gustave Le Bon (1841-1931)apresentou, em seu pioneiro trabalho sobre a Psicologia das Multidões, a proposição básica para o entendimento de uma psicologia social: sejam quais forem os indivíduos que compõem um grupo, por semelhantes ou dessemelhantes que sejam seus modos de vida, suas ocupações, seu caráter ou sua inteligência, o fato de haverem sido transformados num grupo, coloca-os na posse de uma espécie de mente coletiva...
tracking img