Psicologia resumo capitulo i povo brasileiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6562 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil.
RIBEIRO, Darci. São Paulo: Companhia das letras, 2006.

Adriana Redivo Lazzarotto

I. O Novo Mundo
(Paginas 26 á 70)

1. Matrizes étnicas (paginas 26 a 37)
A ilha tupi.
A costa atlântica era ocupada por índios, estes alojavam, desalojavam e realojavam incessantemente, a fala predominante era o tupi, no entanto as tribos sedividiam quando cresciam, criando novos povos que diferenciavam, desconheciam e se hostilizavam. Mas realmente o que se alterou nestas foi quando da entrada dos europeus, que traziam muitas doenças, disparidades raciais, culturais, formações sociais onde se misturam para nascer um novo povo e uma nova estrutura social, entre índios já existentes, europeus e negros trazidos por estes. (pg. 26 a 27)
Amatriz tupi.
Os povos Tupi eram os mais encontrados, revolucionaram na agricultura da época, onde cultivavam varias tipos de raízes, como mandioca, batata, abobora, além de algodão, abacaxi entre outras especiarias, desta forma garantiam alimentação. (pg. 28)
No entanto as tribos possuíam uma unidade linguística e cultural (macrietinia), mas para os europeus eram vistos como inimigos, nãopossuíam uma organização politica que lhes dessem força para estabelecer poder. (pg.29)
Várias guerras ocorreram durante a invasão europeia, entre índios e estes uma vez que os portugueses investiam com campanhas extremistas de conquista de território, não estabelecendo paz, por um grande período, mesmo os índios não conseguirem organizarem como Estado, não podiam dominar, mas essas lutas também eramcontra as demais tribos por área de expansão, por propriedades de melhor lavoura, caça e pesca, ou até para prenderem índios para antropofagia de rituais. (pg. 30)
Na formação do povo brasileiro muitos outros, índios fizeram parte, alguns destro de uma escala de escravos preferenciais, outros pela familiaridade de técnicas paulistas, como por exemplo, os Paresis. (pg. 31)
Um dos cronistas daexpansão civilizatória sobre seus territórios nos diz, claramente, que "pouco faltou para que exterminassem todos os espanhóis do Paraguai" (Félix de Azara apud Holanda 1986:70). Francisco Rodrigues do Prado (1839: I, 15), membro da Comissão de Limites da América hispânica e da portuguesa, avaliou em 4 mil o número de paulistas mortos por eles ao longo das vias de comunicação com Cuiabá. (pg 31 e 32)A Lusitanidade
Ao contrário dos povos que aqui encontraram, todos eles estruturados em tribos autônomas, autárquicas e não estratificadas em classes, o enxame de invasores era a presença local avançada de uma vasta e vetusta civilização urbana e classista. (pg.34)
A Igreja Católica repreendida através do Santo Ofício, heresias e bestialidades, julgando, condenado, encarcerando ou até queimandovivos, mesmo assim a civilização brasileira se impunha em renascer, a revolução mercantil fundada na tecnologia, foi o que ativou a Europa a tornar-se poderosa, tudo isso para a finalidade de saquear toda a riqueza, utilizando-se de Deus para juntar os homens numa só cristandade, antes de incadirem o Brasil o Vaticano estabeleceu normas básicas de ação de colonização, chamada de cruzada paracombaterem os hereges adoradores de outros Deuses, bem como contra pagãos e inocentes, e também com relação ao Novo Mundo legitimando Espanha e Portugal possível deste lugar podendo até escravizar. (pg. 34 a 37)

2. O enfrentamento dos mundos
As opostas visões.
Os índios perceberam a chegada do europeu como um acontecimento espantoso, só assimilável em sua visão mítica do mundo. Seriam gente deseu deus sol, o criador - Maíra -, que vinha milagrosamente sobre as ondas do mar grosso. Não havia como interpretar seus desígnios, tanto podiam ser ferozes como pacíficos espoliadores ou dadores, no entanto os índios se tornaram uma mercadoria, depois do pau brasil, para as exportações. (pg. 38)
O bem e o mal, a virtude e o pecado, o valor e a covardia, tudo se confundia, transtrocando o...
tracking img