Protocolo de kyoto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1621 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Unirb (Faculdade Regional da Bahia)
Disciplina: Introdução à Engenharia
Professor: Geraldo Bacelar
Curso: Engenharia Química
Aluno (a) Juliana Costa

INTRODUÇÃO

Protocolo de Kyoto

O Protocolo de Kyoto é um tratado internacional fechado entre os países industrializados e outros integrantes das Nações Unidas para redução da emissão de gases causadores do efeito estufa e doconsequente aquecimento global.

Redigido em Quioto, no Japão, em 1997, o documento cria diretrizes gerais para amenizar os problemas ambientais dos impactos ecológicos dos modelos de desenvolvimento industrial e de consumo vigentes. A principal diretriz é a redução das emissões de gás carbônico em 5,2% pelos países desenvolvidos até 2012. A redução deve ser medida em relação aos níveis de emissões de 1990.Estes países são chamados no documento de países do anexo1.

História do protocolo
Até chegar ao Protocolo de Kyoto, houve uma série de discussões que provocaram a tomada de consciência dos atuais problemas ecológicos do mundo. O primeiro passo aconteceu em Estocolmo, na Suécia, em 1972, quando aconteceu a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente Humano. O primeiro encontro de líderesde Estado para discutir o assunto.

Depois vieram outras conferências, encontros e debates, com especial atenção para a ECO 92, que aconteceu no Rio de Janeiro, em 1992, quando160 países assinaram a Convenção Marco sobre Mudança Climática, cujo objetivo era “evitar interferências antropogênicas perigosas no sistema climático”.

Em Quioto, no Japão, em 1997, foi redigido o protocolo. Como jáfoi dito, o principal objetivo é a redução, pelos países desenvolvidos, das emissões de gases que provocam o efeito estufa. Até 2012, os chamados no documento de países do anexo 1 devem reduzir em 5,2% suas emissões em relação ao emitido em 1990 (veja tabela nesta página). Os países em desenvolvimento não têm índices de redução pré-fixados, mas podem colaborar de outras formas como pode ser visto napróxima página. 

Redigido o documento, era preciso ratificar para entrar em vigor. As assinaturas começaram a ser colhidas em 1998, mas o protocolo só entrou em vigor em 2004 depois que a Rússia aceitou a ratificação. Isso porque para entrar em vigor era necessário que o documento fosse ratificado por pelo menos 55 países e que representassem, no mínimo, 55% das emissões feitas em 1990. Cercade 100 países já ratificaram o documento, mas os Estados Unidos, o maior emissor de gases poluentes do mundo (36.1%), não assinaram, alegando que a redução poderia acarretar em recessão e que as teorias sobre aquecimento global são questionáveis. Esse último argumento cada vez tem menos força na sociedade científica e, mesmo o governo George Bush, já começa a avaliar o problema com outros olhos,mas não sinaliza a assinatura do protocolo. A Austrália, que relutou em assinar, acabou aderindo em dezembro de 2007, durante a Conferência das Nações Unidas, que discutiu o relatório do Painel Intergovernamental sobre as Mudanças Climáticas, o IPCC.
Com a decisão da Austrália, os Estados Unidos ficam isolados em relação ao resto dos países desenvolvidos.

Após a ratificação e mesmo antes, ospaíses começaram a tomar medidas para reduzir as emissões. Veja na próxima página quais as propostas do Protocolo de Kyoto para alcançar a redução. 

Veja abaixo que são os países do Anexo 1 e qual a quantidade de gases poluentes emitida por cada um em 1990. Esses números são a base para as futuras reduções:
Parte | Emissões(Gg) | Porcentagem |
Alemanha | 1.012.443 | 7,4 |
Austrália | 288.965| 2,1 |
Áustria | 59.200 | 0,4 |
Bélgica | 113.405 | 0,8 |
Bulgária | 82.990 | 0,6 |
Canadá | 457.441 | 3,3 |
Dinamarca | 52.100 | 0,4 |
Eslováquia | 58.278 | 0,4 |
Espanha | 260.654 | 1,9 |
Estados Unidos da América | 4.957.022 | 36,1 |
Estônia | 37.797 | 0,3 |
Federação Russa | 2.388.720 | 17,4 |
Finlândia | 53.900 | 0,4 |
França | 366.536 | 2,7 |
Grécia | 82.100 |...
tracking img