Protocolo bgp

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 143 (35668 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO AVANÇADO DE BGP DESIGN COM ROTEADORES CISCO
  

Instrutor: Rinaldo Vaz Analista de Redes Responsável técnico pelo AS 28135

Versão do material: 1.1 Última publicação: 23/04/2012

1.1 INTRODUÇÃO

v1.1 | Autor: Rinaldo Vaz | rinaldopvaz@gmail.com

1.1 Introdução


A versão corrente do BGP é a versão 4, especificada na RFC 1771 É o protocolo responsavel por fazer a internetfuncionar da maneira que é



v1.1 | Autor: Rinaldo Vaz | rinaldopvaz@gmail.com

1.1 Introdução


Algumas Características:

1. É um protocolo de vetor caminho; 2. As tabelas completas de roteamento são trocadas entre os doisa routers no início da sessão e as atualizações adicionais incrementais são enviadas em seguida; 3. Atualizações adicionais são enviadas imediatamente através demensagens de update; 4. Utiliza por padrão a porta TCP 179;

v1.1 | Autor: Rinaldo Vaz | rinaldopvaz@gmail.com

1.1 Introdução


Mensagens BGP:

1. Open (abertura) - é a primeira mensagem enviada por um router que deseja estabelecer uma sessão com outro, esse por sua vez também envia uma mensagem "open", após recebidas essas mensagens, cada router envia a primeira mensagem de "keepalive" e a sessão é estabelecida 2. Update (atualização) - É dentro dessas mensagens que vão informações sobre cada prefixo que está sendo anunciado, uma mensagem de update também pode conter informações sobre redes que ficaram indisponíveis e devem ser removidas 3. Notificação (notification message) – é enviada quando uma condição de erro é detectada; elas são usadas para encerrar uma sessão ativa einformar a quaisquer roteadores conectados do porque do encerramento da sessão. 4. Keep-alive (ainda estou aqui) - de tempo em tempo cada router envia uma mensagem de keep-alive para que o vizinho saiba que há conectividade IP. Caso o keep-alive atrase, o router começa a contagem de "hold-time" e se nesse período não for recebido nenhum keep-alive a sessão é finalizada. Tanto o tempo dekeep-alive como hold-time podem ser configurados para mais ou menos tempo de acordo com o tipo de link.
v1.1 | Autor: Rinaldo Vaz | rinaldopvaz@gmail.com

1.1 Introdução


Diferenças entre FIB e RIB Fowarding Information Base (FIB) Quando um router recebe 2 rotas diferentes para o mesmo prefixo os critérios de escolha de rota são analizados. A rota que foi considerada melhor de acordo com oscritérios BGP fica na FIB Router information base (RIB)





As rotas que não foram consideradas melhores ficarão guardadas na RIB e utilizadas caso a rota principal fique indisponível O BGP jamais anuncia uma prefixo que não esteja na FIB



v1.1 | Autor: Rinaldo Vaz | rinaldopvaz@gmail.com

1.1 Introdução


Distancias administrativas:

Outro ponto importante é a distânciaadministrativa, caso 2 prefixos sejam idênticos, o router analisa sua distância administrativa, a menor sempre "ganha". Caso sejam iguais os criterios particulares do protocolo de roteamento correspondente serão analizados
Directamente Conectada 0 Estática 1 eBGP 20 EIGRP (Interno) 90 IGRP 100 OSPF 110 ISIS 115 RIP 120 EGP 140 EIGRP (Externo) 170 iBGP 200 BGP Local 200 Desconhecido 255 v1.1 | Autor:Rinaldo Vaz | rinaldopvaz@gmail.com

1.2 REQUISITOS PARA SE TORNAR UM SISTEMA AUTÔNOMO

v1.1 | Autor: Rinaldo Vaz | rinaldopvaz@gmail.com

1.2 - Requisitos para se tornar um sistema autônomo


http://registro.br/provedor/numeracao/regras.html Uma organização justifica a designação de um ASN quando apresenta uma das seguintes necessidades:
Multi Provedor: Quando a organização estáconectada a dois ou mais provedores de transito Internet distintos e independentes e necessita, portanto, fazer uso de protocolos de roteamento dinâmico. Política única de roteamento: Quando a organização possui uma política de roteamento que é distinta daquela aplicada pelo(s) provedor(es) de transito Internet.







v1.1 | Autor: Rinaldo Vaz | rinaldopvaz@gmail.com

1.3 PREENCHENDO O...
tracking img