Projetos tcc pedagogia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1795 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TEMA:
A INTERFERÊNCIA DA AVALIAÇÃO ESCOLAR NO RELACIONAMENTO PROFESSOR-ALUNO 
Código: 308 - 71 p. |

ALGUMAS REFERENCIAS

ABRAMOWICK, Mere. Avaliação e Progressão Continuada: subsídios para uma reflexão. In: Informação do educador e avaliação educacional. São Paulo: UNESP, 1999.

ALMEIDA, Lenita Maria Costa de. A afetividade do educador. Revista Psicopedagógica. 16(41), 1997.

DAVIS,Cláudia; OLIVEIRA, Zilma. Psicologia na educação. 2ª ed. São Paulo: Cortez, 1994.

DEMO, Pedro. Avaliação Qualitativa. 2ª ed. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1991.

FELTRAN, Regina Célia de Santis (Org.); ALMEIDA, Alzira Jerônimo de Melo et al. Avaliação na Educação Superior. Campinas, SP: Papirus, 2002.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. Préf. M. Gadotti. Rio de Janeiro: Paz e Terra,1979. 

GALVÃO, Isabel. Henri Wallon: uma concepção dialética do desenvolvimento infantil. 3ª ed. Petrópolis: Vozes, 1995.

GOLEMAN, Daniel. Inteligência emocional. 64ª ed. Rio de Janeiro: Objetiva, 1995.

HILLAL, Josefina. Relação professor-aluno: formação do homem consciente. São Paulo, Paulinas, 1985.

HOFFMANN, Jussara Maria Lerch. Avaliação mediadora: uma prática em construção dapré-escola à universidade. Porto Alegre: Educação & Realidade, 1993, 200p.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. São Paulo: Cortez, 1994.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação educacional escolar: para além do autoritarismo. Revista de Educação AEC. Brasília. V. 15, n. 60, p. 23 a 37, abr.jul.1986.

MÉNDEZ, Juan Manuel Alvarez. Avaliar para Conhecer Examinar para Excluir. trad.Magda SchwartzhauptChaves. Porto Alegre: Artmed, 2002.

MORETTO, Vasco Pedro. Prova: um momento privilegiado de estudo, não um acerto de contas. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

PATTO, Maria Helena Souza. A produção do fracasso escolar: histórias de submissão e rebeldia. São Paulo: Queiroz, 1990.

PERRENOUD, P. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens, entre duas lógicas. Porto Alegre: ArtesMédicas Sul, 1999.

PILETTI, Nelson. Psicologia Educacional. 17. ed. São Paulo: Editora Ática, 2001.

SALTINI. Cláudio. Afetividade e inteligência. Rio de Janeiro: DP&A, 1997.

SOUZA, Clarilza Prado de (org); DEPRESBITERIS, Lea; FRANCO, Maria Laura P. Barbosa; SOUZA, Sandra Fábia Lian. Avaliação do Rendimento Escolar. 7. ed. Campinas, SP: Papirus, 1991

VASCONCELLOS, Celso dos S.Avaliação da aprendizagem: práticas de mudança – por uma práxis transformadora. 2ª ed. São Paulo: Libertad, 1998

ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: ArtMed, 1998.
  |

|

1 INTRODUÇÃO
O tema do presente trabalho é: A Re-significação da Identidade em
Homens e Mulheres após a Separação Conjugal. A palavra re-significação é abordada nessa pesquisa com umsentido de reorganização interna e externa, a partir da experiência de separação.
O gênero foi desenvolvido nesta pesquisa, com o intuito de verificar as diferenças das pessoas que sofrem a separação conjugal e como se re-significam a partir dessa experiência.
Os conceitos que foram desenvolvidos nesta pesquisa dizem respeito à identidade, separação, ao gênero, ao casamento e à possibilidade deas pessoas que sofrem a separação conjugal se re-significarem a partir dessa experiência.
O tempo que os participantes se encontram separados se constitui em importante variável com o intuito de averiguar se há uma variação significativa quanto à percepção de mudança ao longo do tempo.
Buscou-se, também, identificar sentimentos existentes após a separação conjugal. E nas análises, foiverificado como homens e mulheres se reconhecem e se vêem após a separação, bem como as expectativas que possuem em relação a uma nova conjugalidade.
No desenvolvimento teórico, serão abordadas temas como: Gênero, Identidade e a possibilidade de Re-significação, Casamento e Separação, a fim, de ponderar as narrativas encontradas nas entrevistas.
Quanto à metodologia, trata-se de uma...
tracking img