Projeto de pequisa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5161 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O PAPEL DA FAMILIA NO TRATAMENTO DO DEPENDENTE QUÍMICO













RONDONÓPOLIS,MT

2012



1 INTRODUÇÃO

Este projeto tem como objetivo apresentar o papel da família no tratamento do dependente químico o qual é uma das doenças e nesse momento a internação de um dependente químico, quase sempre, traz não só à própria pessoa, mas, em especial à família, sentimentos deinsegurança, medo e incerteza que geram muitos conflitos.
A família tem um papel extremamente importante na recuperação do dependente químico. Ela não só pode, mas deve ajudar seu ente querido na busca da libertação de tão grande mal. Entretanto, muitas vezes, o caos que se instala na família e a fragilidade emocional à qual acaba submetida, quase sempre a impede de exercer adequadamente seuspapéis. A família pode ser a "escada de ascensão" no processo de recuperação e posterior manutenção na medida em que o ajuda a resgatar valores, princípios e autoestima, mas, ao atuar como facilitadora e com atitudes inadequadas, poderá ser o "gatilho" disparador, que o levará à recaída de comportamentos, à irresponsabilidade e, certamente, ao uso de substâncias. A constatação dessa dura realidade,ou seja, o deixar-se vencer pela doença, o levará a sentimentos de menor-valia, desânimo, frustração e descrença na própria capacidade de recuperação.
Assim, nosso estudo tem como curiosidade descobrir:
✓ Qual a importância do apoio familiar para o tratamento do dependente?
E para isso, teremos como objetivos na intenção de delimitar nossa pesquisa, o objetivo geral seráPesquisar a necessidade do fortalecimento da família no processo de recuperação do dependente químico. E os objetivos específicos são:
✓ Descrever o papel da família na sociedade;
✓ Pesquisar os motivos que influenciam a pessoa a se tornar dependente químico;
✓ Analisar a importância da família nos processos de recuperação.
E para, a obtenção das respostas da nossa pesquisanos apoiaremos da pesquisa bibliográfica e, como técnica de nosso estudo usaremos questionários fechados de múltipla escolha contendo dez questões, e faremos nosso estudo na cidade de Rondonópolis-MT buscaremos nos grupo dos Narcóticos Anônimos , CAPS AD e famílias que querem participar nossa pesquisa, temos como intenção analisar dez famílias que vivem o drama de lidar com essa doença.
2FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

2.1 Família
A família é considerada um dos principais pontos de referência na formação do cidadão. Por este, motivo, entre outros, ela se tornou tema de estudo e discussão nos mais diversos segmentos da sociedade, bem como nas diferentes ciências.
Abordar a problemática familiar constitui-se numa tarefa difícil e complexa, pois em torno da família muita coisaacontece. Então, faz-se necessária uma rápida incursão nas origens do termo família. Neste sentido para Osório (1996, p.25) "a origem etimológica da palavra família nos remete ao vocábulo latino famulus, que significa servos ou escravo. sugerindo que primitivamente considerava-se a família como sendo o conjunto de escravos ou criados de uma mesma pessoa".
Já o Direito Romano (século 6 a.C,p.456) considerava família "tudo que estivesse debaixo do poder paterno, mulher, filhos, escravos e até bens, como terra, instrumentos e animais de trabalho".
O homem era por tanto, dono de tudo.
Sabe-se que hoje na maioria das famílias esta idéia não representa a realidade. Mas. ela possui um importante valor histórico.
Atualmente não se conceitua família com o olharvoltado para um modelo único e ideal, e sim, visando abarcar todos os tipos de arranjos familiares.
Isto é corroborado por Goldani (1994, p.10), ao dizer que:

a legislação redefiniu o conceito de família - de uma concepção legal estreita em que só cabia um modelo de família legitimada pelo casamento com predominância do poder paterno e marital masculino, para algo mais...
tracking img