Problemas sociais contemporaneos efolio-a

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1331 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Problemas Sociais Contemporâneos – e-Fólio A Sandra Matos Nº1103331 Turma 1 Grupo I 1. Resposta C 2. Resposta D 3.Resposta B Grupo II 1.Verdadeira 2.Falsa 3.Verdadeira 4.Verdadeira 5.Falsa Grupo III Segundo Rubington e Weinberg um problema social define-se como “uma alegada situação incompatível com os valores de um significado número de pessoas, que concordam ser necessário agir para o altera”esta definição centra-se na situação que é considerada problema, enquanto, Spector e Kituse privilegiam o processo pelo qual uma situação é considerada um problema definindo-a como um “conjunto das ações que indivíduos ou grupos levam a cabo ao prosseguirem reivindicações relativamente a determinadas condições putativas”. Para que um problema social seja considerado problema sociológico tem depossuir regularidade, uniformidade, impessoalidade e repetição. Existe duas perspetivas possíveis para o estudo e compreensão dos problemas sociais, essas perspetivas são designadas de positivista e relativista. No âmbito da questão vou realçar a perspetiva da sociologia positivista que defende a procura de leis sociais a partir de um método indutivo-quantitativo e advoga a separação absoluta entre aciência e a moral, isto é entre os fatos e os valores. No estudo desta perspetiva vamos incluir a patologia social e a desorganização social.

Problemas Sociais Contemporâneos – e-Fólio A Sandra Matos Nº1103331 Turma 1 Podemos dizer que os problemas sociais são entendidos como doenças ou patologias sociais em que podemos caracterizar como um estado relativamente prologando de ausência ou dealteração da normalidade de uma instituição, organização, do sistema económico, do sistema de saúde, do sistema de ensino ou da sociedade em termos globais. Para Rubington e Weinberg um problema social é uma violação de espectativas morais. Os autores desta corrente surgiram em meados do séc. XIX até à I Guerra Mundial, baseavam-se nas malformações dos indivíduos surgindo então da escola italiana aperspetiva do Homem Delinquente, donde se destacam Cesare Lombroso,Ferri e Garofalo. Mais tarde na década de 1960 surgiram novos patologistas sociais que se centraram nas deficiências de socialização definindo que os problemas sociais seriam o resultado da incorporação de valores “errados” pelos indivíduos, consequência de uma sociedade doente, neste sentido a solução seria a educação moral dasociedade e a incorporação de valores moralmente corretos. Houve sempre um problema na definição de patologia, então Vytautas Kavolis defini-o patologia como sendo um comportamento destrutivo ou autodestrutivo. Na década de 1920 surgiu um novo conceito a desorganização social, nesta abordagem dos problemas sociais veio iniciar um período de pensamento sociológico mais voltado para o desenvolvimentoteórico e metodológico da sociologia enquanto ciência. Existiram quatro teóricos importantes para a desorganização social sendo estes, Charles Cooley que fez a distinção entre grupos primários e secundários sendo, que nos grupos primários os indivíduos vivem relacionamentos face a face mais intensos e duradouros, enquanto nos grupos secundários as relações sociais são mais impessoais e menosfrequentes, este autor também definiu desorganização social como sendo a desintegração das tradições, Thomas e Znaniecki definiram desorganização social como a queda da influencia das regras sociais sobre os indivíduos e William Ogburn centrou num conceito diferente sendo este o desfasamento cultural para a perspetiva da desorganização social, a sociedade não é um organismo mas simum sistema composto porpartes independentes. Temos ainda Roberts Park, Ernest Burgess e Roderick

Problemas Sociais Contemporâneos – e-Fólio A Sandra Matos Nº1103331 Turma 1 McKenzie estudaram a organização espacial da cidade, focando-se no fenómeno da urbanização que é uma questão central na desorganização social. Marshal Clinard apresentou varias críticas à desorganização social, tais como: • • • • Poder...
tracking img