Primavera arabe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1381 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho
de
História

Aluna: Juliana Araújo Leite N° 24
Serie: 2° ano 09

Manaus – 2012
Colégio Amazonense Dom Pedro II

Aluna: Juliana Araújo Leite

Trabalho solicitado pelo professor Diogo Brasil, da disciplina de História, para obtenção de notas para o 1° Bimestre, com a data de entrega: 19/04/2012.

Manaus – 2012
Introdução
A Primavera Árabe é o nome dado à onda deprotestos, revoltas e revoluções populares contra governos do mundo árabe que eclodiu em 2011. A raiz dos protestos é o agravamento da situação dos países, provocado pela crise econômica e pela falta de democracia. A população sofre com as elevadas taxas de desemprego e o alto custo dos alimentos e pede melhores condições de vida. Países envolvidos: Egito, Tunísia, Líbia, Síria, Iêmem e Barein.Ditaduras derrubadas A onde de protestos e revoltas já provocou a queda de quatro governantes na região. Enquanto os ditadores da Tunísia e do Egito deixaram o poder sem oferecer grande resistência, Muammar Kadafi, da Líbia, foi morto por uma rebelião interna com ação militar decisiva da Otan. No Iêmen, o presidente Saleh resistiu às manifestações por vários meses, até transferir o poder a um governoprovisório. A Síria foi o único país que até agora (12/03/2012) não conseguiu derrubar o governo do ditador Bashar al-Assad.

Primavera Árabe
/sort-popular/social-sciences/education/ Primavera árabe , corresponde ao conjunto de manifestações contra os regimes ditatoriais e autoritários dos países do Norte da África e Oriente Médio.Egito , Líbia , Bahrein , Tunísia , Marrocos , onde a populaçãovem sofrendo desde muitas décadas , violência , falta de liberdade leitoral , sem direito a voto , inclusive com o poder sucessivos de uma única família.Em 2011,com a utilização da internet , pela redes sociais a população vem buscando mudar essa tradicional situação , em busca do liberalismo e dos direitos humanos, em alguns desses países , já ocorreu a queda dos presidentes , como no Egito e naLíbia.
No momento em que o mundo passa por um processo de avanços sociais , econômicos e políticos , com o advento da globalização , o mundo árabe também busca abandonar o tradicionalismo das ditaduras , no campo político e religioso , buscando exemplo do mundo Ocidental , onde a população vive a democracia , o liberalismo e buscando a plenitude dos direitos humanos.Se formos comparar o mundoOcidental e mundo Oriental , no caso aqui , o mundo árabe , vamos observar algumas diferenças abismáticas , como por exemplo: o direito ao voto , o liberalismo feminino, o direito a educação , os movimentos sociais e sobretudo o direito a democracia , com liberdade de imprensa , isso tudo existe no mundo ocidental e inexiste no mundo árabe.
O mundo assiste atualmente uma das mais interessantesrevoluções , pois a história árabe , ao longo dos tempos mostrou sempre a submissão incondicional desse povo , tanto no aspecto político-social , quanto religioso.Mas o que já se vê em alguns desses países é a amplitude da mídia , a internet , a televisão a cabo , a imprensa internacional transitando e informando e sobretudo a indignação reativa das populações locais buscando movimentos a favor daqueda dos tradicionais líderes políticos.
Assim, já se pode imaginar a queda de mais uma fronteira da antiglobalização, pois aberta a porta , para o capitalismo , o mundo árabe constrói a ponte para a ocidentalização.
Egípcios vão às urnas, mas repressão continua na Síria
Quase um ano após o início dos protestos no Oriente Médio, o Egito realiza as primeiras eleições livres de sua história.Porém, enquanto os egípcios dão o primeiro passo rumo à democracia, as revoltas continuam em países como a Síria, onde a repressão fez milhares de vítimas, segundo a ONU (Organização das Nações Unidas).
Direto ao ponto:
Até agora, a “primavera árabe” derrubou três ditadores, na Tunísia, no Egito e na Líbia. Em outros países, como Jordânia, Bahrein, Iêmen e Síria, manifestações populares levaram ao...
tracking img