Positivismo: uma primeira forma de pensamento social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 10 (2253 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
EDUCAÇÃO e SOCIEDADE – CURSO DE PEDAGOGIA
POSITIVISMO: UMA PRIMEIRA FORMA DE PENSAMENTO SOCIAL

COSTA, Cristina. Sociologia - Introdução à ciência da sociedade. 2 ed. São Paulo: Moderna, 2004.

INTRODUÇÃO: CIENTIFICISMO E ORGANICISMO
A primeira corrente teórica sistematizada de pensamento sociológico foi o positivismo, a primeira a definir precisamente o objeto, a estabelecer conceitos euma metodologia de investigação. Além disso, o positivismo, ao definir a especificidade do estudo científico da sociedade, conseguiu distinguir-se de outras ciências estabelecendo um espaço próprio à ciência da sociedade. Seu primeiro representante e principal sistematizador foi o pensador francês Auguste Comte. (....)
O positivismo derivou do “cientificismo”, isto é, da crença no poder exclusivoe absoluto da razão humana em conhecer a realidade e traduzi-la sob a forma de leis naturais. (... ) Seu conhecimento pretendia substituir as explicações teológicas, filosóficas e de senso comum por meio das quais - até então - o homem explicava a realidade.
O positivismo reconhecia que os princípios reguladores do mundo físico e do mundo social diferiam quanto a sua essência: os primeirosdiziam respeito a acontecimentos exteriores aos homens; os outros, as questões humanas. (....) Podemos apontar, portanto, como primeiro princípio teórico dessa escola a tentativa de constituir seu objeto, pautar seus métodos e elaborar seus conceitos à luz das ciências naturais, procurando dessa maneira chegar à mesma objetividade e ao mesmo êxito nas formas de controle sobre os fenômenos estudados.O DARWINISMO SOCIAL
É importante situar o desenvolvimento do pensamento positivista no contexto histórico do século XIX.
A expansão da Revolução Industrial pela Europa, obtida pelas revoluções burguesas que atingiram todos os países europeus até o 1870, trouxe consigo a destruição da velha ordem feudal e a consolidação da nova sociedade – a capitalista -, estruturada sobre a indústria. Jáno final do século, a livre concorrência, que era a regra geral de funcionamento da sociedade capitalista européia, passa por profundas transformações com a crescente substituição da concorrência entre inúmeros produtores de cada ramo industrial por uma concorrência limitada a um pequeno número de produtores de cada ramo. Surgia a época dos monopólios e dos oligopólios, que, associados ao capitaldos grandes bancos, dão origem ao capital financeiro. Esta reestruturação do capitalismo estava associada às sucessivas crises de superprodução na Europa, que traziam consigo a morte de milhares de pequenas indústrias e negócios, para dar espaço apenas a maiores e mais estruturadas indústrias. Estas, por sua vez, tiveram de se unir ao capital bancário para sustentar e financiar a sua própriaexpansão. Crescer fora dos limites da Europa era, portanto, a única saída para garantir a continuidade dessas indústrias.
Da mesma forma, o capital financeiro necessitava de novos mercados para poder crescer, pois era perigoso continuar investindo na industria européia sem causar novas e mais profundas crises de superprodução. Desencadeava-se, assim, a corrida para a conquista de impérios além-mar;os alvos eram a África e a Ásia. Nesses continentes, podia-se obter matéria-prima bruta a baixíssimo custo, bem como mão-de-obra barata; eram também pequenos mercados consumidores, bem como locais ideais para investimentos em obras de infra-estrutura. Porém, a exploração eficaz dessas novas colônias encontrava resistência nas estruturas sociais e produtivas vigentes nesses continentes que, deforma alguma, atendiam às necessidades do capitalismo europeu.
A Europa deparou com civilizações organizadas sob princípios tais como o politeísmo, a poligamia, formas de poder tradicionais, castas sociais sem qualquer tipo de mobilidade, economia agrária de subsistência, em sua grande maioria, ou voltada para um pequeno comércio local e artesanato doméstico. Assim, o europeu teve primeiro de...
tracking img