Pontos fortes e fracos do case livraria cultura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2588 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
Baseado nos conhecimentos adquiridos ao longo do semestre, referidos a Marketing de Relacionamento, que tem grande influência de Marketing de Serviços, Industrial Americano e levando em conta a Qualidade total, observamos o case que trata da história da Livraria Cultura.
Nele, é descrito na forma de apresentação da empresa, funções do Marketing de Relacionamento, onde éexplicitamente citado que, para a criação da Livraria, foi necessário elaboração de uma ideia, com cada vez mais aperfeiçoamentos para seus clientes, e formas diferenciadas de fazer o Marketing para a divulgação do sonho dos criadores da mesma, determinação e objetivos, estratégias, introdução de ações táticas para atingir seus target’s, em busca sempre de um melhor relacionamento entre Cliente x Empresa, ecada vez mais aprimoramentos de ação, capacitação, dos colaboradores da empresa, para com seus relacionamentos superiores.
Sendo citada à motivação da fundadora Eva Herz, que logo após a vinda para o Brasil, percebeu que o investimento a algo que lhe era agradável, levou em conta que suas atitudes, eram para a sensação de satisfação, tanto nas questões culturais, como intelectuais de ambas aspartes.
Para ela, saber que os consumidores, não iriam só adquirir livros, como também saciar suas vontades individuais, com a satisfação alheia, a mesma tinha cada vez mais aprendizado e motivação de se doar para a livraria.
Após verificar toda a história da empresa, iremos relacionar o que existe em comum entre Marketing de relacionamento e o case a seguir.





Livraria Cultura, PorMariana Melo. (Case)
Como alcançar novos e inéditos horizontes num setor tão antigo e popular como o de venda de livros? A Livraria Cultura parece ter encontrado uma resposta bastante simples, porém muito eficaz: fazendo do ato de compra uma experiência única de descoberta e prazer. As estratégias adotadas pela empresa, ao longo dos seus 60 anos de vida, nos mostram que não existe um setor excelente,empresas ideais nem executivos extraordinários. O segredo é descobrir um diferencial de valor, algo que faça com que o empreendimento seja percebido como único. Buscando conquistar seu lugar ao sol, a livraria tem como principal missão oferecer ao público um conceito que vai além da simples venda de livros. “Cada loja é um centro de entretenimento, onde, os clientes vão não somente comprar, masatualizar-se, debater ideias”, diz Pedro Herz, atual diretor da Cultura.
Na história da Livraria Cultura, antes de tudo, temos a referência de uma grande mulher: Eva Herz. A alemã Eva Herz deixou seu país em 1938, acompanhada do marido e da sua mãe. Em 1939, depois de passar pela Argentina, decidiu instalar-se em São Paulo. Para ajudar no orçamento familiar, Eva começou, em 1947, a emprestarlivros em troca de dinheiro. Dona Eva acabava de dar o primeiro passo ao que viria a ser a renomada Livraria Cultura. O serviço de empréstimos de livros, que funcionava na sala de sua própria casa, de início contava apenas com dez exemplares, em alemão, de sua biblioteca particular e seu público era principalmente a colônia alemã sediada em São Paulo. Em 1950, Eva resolveu incrementar o negócio e,além de alugar livros, passou a vendê-los. Já nessa época a imigrante alemã era uma referência para as mães que mandavam seus filhos até ela para a obtenção de recomendações literárias. Eva Herz uma vez comentou que “desde que fiz a minha primeira compra, de apenas três livros, lembro-me de ter dito à minha mãe: isto há de ser uma grande livraria. Uma grande livraria, com qualidade, variedade, bomatendimento era e sempre foi minha meta”. Seu sonho era muito mais do que uma premonição, era um projeto com pilares de crescimento já muito bem definidos.
Em 1969, ela abandonou o serviço de aluguel e passou a tocar apenas a livraria, então instalada num sobrado na Rua Augusta, onde as duas salas da frente serviam como loja e a parte de trás como residência para a sua família. No mesmo ano...
tracking img