Plenitude de defesa e ampla defesa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (254 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Plenitude de Defesa e Ampla Defesa

Prevista no artigo 5º, inciso XXXVIII, só pode ser aplicada no Tribunal do Júri, onde podem ser usados todos os meiosde defesa para convencer e conscientizar os jurados, inclusive argumentos que não são jurídicos. Os juízes decidem por íntima convicção, e não por livre convicção,respondendo somente perante a consciência dos jurados. Com o princípio da plenitude de defesa é possível saber mais sobre a vida dos jurados, como sua escolaridade, profissão,podendo também inquirir testemunhas em plenário, entre outros. A plenitude de defesa é aplicada principalmente ao acusado de crime doloso contra a vida.
Já aampla defesa prevista no artigo 5º, inciso LV, é exercida tanto em processos judiciais quanto em processos administrativos. Em ampla defesa, a defesa se consiste em umadefesa técnica, tendo o direito de trazer elementos necessários a fim de esclarecer a verdade, o direito de omitir-se, produzir provas, contraditar testemunhas, conhecer atose documentos do processo e recorrer decisões.
A principal diferença entre plenitude de defesa e ampla defesa, é que a ampla defesa se limita apenas arecursos técnicos, já a plenitude de defesa é muito mais abrangente, podendo usar recursos técnicos e não jurídicos (sociólogos, políticos, religiosos, morais, entre outros).Bibliografia

JusBrasil
http://lfg.jusbrasil.com.br/noticias/1460212/existe-diferenca-entre-plenitude-de-defesa-e-ampla-defesa-danilo-f-christofaro
Autor: DaniloFernandes Christófaro

No Plenário do Júri
http://plenariodojuri.blogspot.com.br/2012/03/simples-diferenca-da-ampla-defesa-e.html
Autor: Roberto Bartolomei Parentoni
tracking img