Plano inclinado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (347 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Relatório

INTRODUÇÃO
Forças são grandezas vetoriais. Seus módulos são definidos em termos da aceleração que elas provocariam no quilograma padrão. Uma força que acelera oquilograma padrão a exatamente 1 m/s² tem o módulo definido como de 1N.O sentido de uma força é o sentido da aceleração que ela provoca. Forças são combinadas de acordo com as regras da álgebravetorial. A força resultante sobre um corpo é a soma vetorial de todas as forças que atuam sobre o corpo. Observando a figura abaixo, percebe-se que: FP = - (F + FN).
OBJETIVO
Esteexperimento tem como objetivo estudar a decomposição de forças no plano inclinado, fazer uma relação entre as componentes da força-peso e o ângulo de inclinação do plano inclinado e fazeruma relação entre as componentes da força-peso e a massa do corpo.
PROCEDIMENTO
No início do procedimento, escolhíamos um ângulo para o plano inclinado. Em seguida fizemos medidas dequatro pesos diferentes. Colocado o dinamômetro perpendicular e outro paralelo ao plano medimos as forças e obtivemos os seguintes resultados:
TABELA
m (g) F (N)
43 0,2
93 0,5
1950,6
205 0,8
De acordo com o SI, assim temos:
TABELA1
m (kg) F (N)
0,043 0,2
0,093 0,5
0,195 0,6
0,205 0,8
Em seguida fazemos o cálculo do ângulo a partir da seguinte fórmula:Na direção do eixo y, temos:
FN – Py = 0
FN = Py
FN = m.g.cos
cos = F_N/mg
= arccos (F_N/mg)
Assim obtemos os seguintes valores:
TABELA
m (kg) g (m/s²) F (N)
0,043 9,8 0,261,66614082
0,093 9,8 0,5 56,72853185
0,195 9,8 0,6 71,70125004
0,205 9,8 0,8 66,53379646
CONCLUSÃO
Pode-se concluir que no plano inclinado quando um corpo desliza livremente, sematrito, o módulo da sua aceleração será igual à gsen, onde essa aceleração não depende da massa do corpo. Além disso é possível descobrir seu ângulo e a depender do peso a força varia.
tracking img