Plano de aula volei

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8616 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
expectativativa ou posição básica:
Caracteriza-se pela postura em que o jogador deve permanecer, aguardando a bola vinda do adversário, seja para recepção do saque adversário para a defesa. Facilita os deslocamentos rápidos ou das ações de mudança de todos os membros do corpo mas diversas situações dentro da partida. Também chamada de posição inicial.
Posição inicial: Pernas semi-flexionadas,um pouco afastadas alem da abertura dos ombros, um pé ligeiramente á frente do outro, tronco inclinado á frente, braços para fora e parado ao lado do corpo, com as palmas das mãos para dentro, cotovelos ligeiramente flexionados e voltados para baixo. Desenvolvimento: Deve avaliar, força e posição de expectativa, executando o melhor fundamento para recuperar a bola.

Movimento ou deslocamento:Deve-se projetar os joelhos um pouco para frente, tirando os calcanhares do solo, de forma que a projeção do joelho neste incida á frente da planta do pé. A movimentação do jogados deve ser racionalizada e objetiva tendo respostas com velocidade de reação. Muitos confundem com saltitos dados por lutadores do boxe.Estando em posição de expectativa, querendo se deslocar para a direita, o jogador realiza uma passada lateral com a perna direita, sobre a qual apoiara o corpo. A perna esquerda tocará o solo somente após a partida com a direita, indo direto ao seu destino final.

Toque:
Utilizado para levantamentos diversos, e em virtude da nova regra, para defesae recepção do saque. Deve ser aplicado com eficiência e correção pelos técnicos, pois é a base de aprendizagem e aperfeiçoamento dos outros tipos de toque.
Posição Inicial: Pernas afastadas, um pé á frente, no prolongamento da linha dos ombros; quadril encaixado; cabeça ligeiramente inclinada pata trás; braços semiflexionados, naturalmente separados acima e á frente do rosto e punhossemiflexionados; dedos separados com o polegar ligeiramente voltados para baixo, formando “quase” um triangulo entre os polegares e indicadores; mãos naturalmente afastados, com a palma da mão levemente voltada para cima e em côncavo. Desenvolvimento: Em contato com a bola, esta deve tocar os dedos. Flexionar os braços e punhos, acompanhados a descida da bola em direção á testa. Para empurrar a bola,extensão simultânea de todos os membros do corpo, transferido o apoio das pernas de trás para frente. A força maior é executada por ombros, braços e punhos, devendo estes, no final do movimento, estar estendidos e as palmas das mãos voltadas ligeiramente para fora, e os braços próximos. A força das pernas é de fundamental auxilio.Toque de Costas:
È o toque mais difícil de ser executado, pela dificuldade de visualização atrás do corpo, requerendo do técnico e do aluno um empenho maior para aprimoramento de sua coordenação.
Posição Inicial: Pernas afastadas, um pé á frente, no prolongamento da linha dos ombros; quadril encaixado; cabeça ligeiramente inclinada pata trás; braçossemiflexionados, naturalmente separados acima e á frente do rosto e punhos semiflexionados; dedos separados com o polegar ligeiramente voltados para baixo, formando “quase” um triangulo entre os polegares e indicadores; mãos naturalmente afastados, com a palma da mão levemente voltada para cima e em côncavo. Desenvolvimento: Em contato com a bola procede-se da mesma forma do toque de frente.Porem no inicio da extensão dos membros do corpo para empurrar a bola para cima, as palmas das mãos e dos dedos devem voltar-ser para cima e para trás, e assim facilitar o caminho da bola. no final da extensão dos membros do corpo a possível forma de um arco e os braços acompanham o movimento, terminando-e a extensão acima da cabeça que sempre deverá acompanhar a trajetória da bola.

Toque...
tracking img