Pesquisa toxicomanias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4127 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Pra não dizer que não falei das toxicomanias.

1. Preâmbulo

O título é uma analogia a música composta por Geraldo Vandré[1] que ficou em segundo lugar no III Festival Internacional da Canção[2] em 1968: “ Pra não dizer que não falei de flores” ou “Caminhando” é considerada um hino de resistência contra a ditadura militar, que, à época governava o Brasil.
Na época eu tinha sete anos, nãoconhecia esta música e só fui conhecê-la anos mais tarde. Foi preciso viver alguns episódios ocorridos em 1979, enquanto cursava o segundo grau e, logo depois, enquanto eu prestava o serviço militar obrigatório para compreender o que se passava (onde?). Percepção que não tinha sido possível durante meus anos de infância e adolescência, e anos escolares vividos após a edição do AI-5[3]. O que foi?Fez suspense... O que esse preâmbulo tem a ver com a construção do trabalho? Precisa articular melhor.
O filme “O ano em que meus pais saíram de férias”, filme brasileiro estreado em novembro de 2006, co-Produção de Daniel Filho e Fernando Meirelles com direção de Cao Hamburger, particularmente pode ser considerado uma metáfora daquele sentimento de “quase compreensão”, uma possívelilustração dos pensamentos de uma criança sobre esses anos ditatoriais.
Dois foram os motivos que me fizeram desenvolver esse projeto. O primeiro motivo está indicado na idéia de que os filmes são registros históricos e que, portanto, tem muito a dizer sobre as representações sobre as representações sociais de uma época. O segundo motivo está aos nossos interesses em dar continuidade aos estudosjá desenvolvidos durante o mestrado. Ou seja, incide sobre esse projeto de doutorado assuntos relacionados à juventude, ao cinema e às toxicomanias.


2. Levantamento Bibliográfico
A maioria das pesquisas sobre o consumo de drogas geralmente apontam para uma relação entre juventude e o uso de drogas, e os adolescentes costumam ser a população alvo dos programas de prevenção. Emboranão possamos fazer uma relação direta, deve haver uma lógica que permita analisar as razões de tais políticas de prevenção e combate ao uso de drogas.
Várias pesquisas têm sido realizadas sobre o fenômeno adolescência e consumo de drogas e álcool. Aqui apresentamos algumas delas.
Irwin Jr. (1993) diz que a adolescência é um período crítico no ciclo da vida, em que as mudançasmaturacionais podem levar o comportamento de risco a emergir como um componente do desenvolvimento normal. Smyth e Saulnier (1996) apontam que os adolescentes são especialmente vulneráveis a, ou com alto risco para o abuso de álcool e drogas. Scivoletto, Henriques Jr. e Andrade (1996), afirmam que essa passagem da infância para a vida adulta é um período crítico na formação da identidade e desenvolvimentoda personalidade, e que o uso regular e uma eventual dependência de álcool e drogas nessa fase podem resultar em deficiências na personalidade futura do adolescente.
Schimidt e Magagnin, (1998) dizem que o adolescente procura o uso de drogas como uma forma de fuga da realidade, fruto da dificuldade que tem de estabelecer comunicação com os outros, ou como tentativa de superar problemas nãoresolvidos. Marques e Cruz (2000), afirmam que o encontro do adolescente com a droga é um fenômeno muito freqüente, e apoiando-se em dados epidemiológicos sobre o consumo de álcool e outras drogas situam que a passagem da infância para a adolescência é onde eles se iniciam no uso dessas substâncias


Porém qualquer estudo sobre adolescência e consumo de drogas que não faça uma análise dasubjetividade da época em que vivemos seria um equívoco, pois cometeria o erro de esquecer que, o sintoma individual alimenta-se do discurso social para se montar. Jerusalinsky (1998)

Se o sintoma individual se alimenta do discurso social para montar-se, a toxicomania é uma resposta direta ao apelo implícito no discurso dominante que transformam nossos ideais sociais em mandamentos...
tracking img