Personagens afro-brasileiros

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3587 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO
Nossa pesquisa foi realizada em uma Escola Municipal de Ensino Fundamental, com o intuito de verificar como esta sendo implantada a Lei 10.639/03, enfatizando a inclusão dos temas da realidade sócio-educacional no currículo escolar, e para isso conversamos e refletimos com a professora da escola.
Abordamos também, dois livros da literatura infanto-juvenil que apresentampersonagens afro-brasileiros, com títulos de A Cor da Ternura e Nó na Garganta. Neles buscamos focalizar tanto o conteúdo das obras quanto a vida das autoras, fazendo uma reflexão dentro do contexto educativo.
Apresentaremos também uma avaliação crítica sobre as representações das personagens afro-brasileiras na Literatura infanto-juvenil, á luz da lei10.639/03 modificada pela lei11.645/08, no contextoeducativo. Com isso, buscar uma maior reflexão do assunto apresentado.

2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
Atualmente nas escolas acontece uma intensa busca pela igualdade ou anti racismo, longe de preconceitos. E isso é muito abordado em sala de aula, do mesmo jeito que a temática cultura negra dentro da literatura infanto-juvenil, deve ser imposta de acordo com a Lei 10.639/03, que torna obrigatório oensino de história e cultura afro-brasileira, através da história, literatura e artes e o ensino da cultura indígena. Essa lei altera a Lei de Diretrizes de Bases (LDB) 9394/96, criando os artigos 26-A e 76-A. Com isso, Freire afirma que:
A sala de aula como qualquer grupo ou instituição social, pode ser descrita como um cenário vivo de interações, em que se intercambiam explícita ou tacitamenteidéias, valores e interesses diferentes, e seguidamente enfrentados. Ao analisar estas considerações, indagamos se os conteúdos desenvolvidos nas propostas curriculares da maioria das instituições escolares brasileiras não estão afirmando os conteúdos das culturas hegemônicas e silenciando as outras, promovendo a conspiração do silêncio. A ação educativa deve ser uma ação cultural que leve àlibertação de todos os indivíduos da sociedade, negros e não-negros, educadores, educadoras, meninos e meninas, “[...] libertação de todas as formas de preconceito e de discriminação que impedem a todos de ser mais”. (FREIRE, 1987, p. 46).

Então, é através da literatura infanto-juvenil que possivelmente reconhecemos um lugar favorável ao desenvolvimento do conhecimento social e à construção de conceitos.Alguns psicanalistas folhearam as ingênuas obras e descobriram uma história de profundos conflitos psíquicos, relacionando personagens a chaves emocionais, como abandono, perda, competitividade e autonomia. Para Piza:

A formulação de um estereótipo não aponta para a função apenas de categorizar o outro, mas de compor certos traços de nossa própria identidade. Esta identidade, que desejamossempre positiva, vai sendo construída por oposição a, ou partilha de traços distintivos sustentados pelos estereótipos com que nos reportamos aos outros. (PIZA, 1998, p. 92)

A literatura infanto-juvenil, enquanto tradição ocidental é um tipo de livro que surge como material auxiliar para educadores e adquire formato singular. Com leitores crianças, seus personagens são adaptados para a infância etrabalham-se idéias, conceitos e emoções. Na clássica expressão de Jaqueline Held (apud MUNANGA, 2005, p.101) dedicada aos estudos sobre esse campo: “é a passagem do mundo da leitura para a leitura do mundo”. Toda obra literária, porém, transmite mensagens não apenas através do texto escrito. As imagens ilustradas também constroem enredos e formulam as percepções sobre aquele mundo imaginado.Nessa dimensão a literatura é, portanto, um espaço não apenas de representação neutra, mas de enredos e lógicas, onde Heloíse Pires Lima (2005, p.102) afirma: “ao me representar eu me crio, e ao me criar eu me repito”. A iniciação dos conteúdos de literatura infanto-juvenil enfatizando a criança negra ganha grande destaque em livros que apontem o lugar do negro na formação do povo. A leitura e a...
tracking img