Pedagogia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1023 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO...........................................................................................................1

2. Contexto cultural e educacional em 1950 no filme O Sorriso de Monalisa.....................................................................................................................1

3.CONCLUSÃO............................................................................................................4

REFERÊNCIAS...............................................................................................................5

1. INTRODUÇÃO

Este trabalho pressupõe a análise do sistema educacional da década de 50 interagido aos valores sociais da época retratada no filme O Sorriso de Monalisa.
O filme mostra oembate da emancipação feminina e a mudança na forma de ensino.

2. Contexto cultural e educacional em 1950 no filme O Sorriso de Monalisa

O filme americano foi gravado em 2003 com a direção de Mike Newell e tem duração de 125 minutos. É estrelado por Julia Roberts, Kirsten Dunst , Julia Stiles, Maggie Gyllenhaal , Ginnifer Goodwin, Dominic West, Juliet Stevenson, John Slattery,Marcia Gay Harden, Topher Grace, Latura Allen, Marian Seldes, Terence Rigby, Donna Mitchell , Jorda Bridges, Ebon Moss-Bachrach e Taylor Roberts.
A história gira em torno da recém graduada professora de Historia da Arte, Catherine Watson, formada na liberal Califórnia. O filme se passa Wellesley, Massachusetts, repassando padrões da década de 50, época em que a tradição ditavaque as mulheres deveriam ser instruídas culturalmente para seguirem o mesmo caminho: o do casamento.
A época representada era dominada pela aparência. Só seria “feliz” a moça que fosse pedida em casamento e tivesse casa e filhos para cuidar. Monalisa, uma das obras mais famosas do mundo, pintada pelo enigmático Leonardo da Vinci, era de certa forma, a representação dessa situação:“ela está sorrindo, mas não está contente”, comentário baseado no filme. Daí surge o título do filme, com seu enredo baseado na luta contra a hipocrisia.
Ao entrar na escola, a professora se deparou com um padrão de ensino nada visionário, revestido de tradição e limitações da época em que se passava, da escola e seu material trabalhado, onde o hábito de decorar era frequente.
Em suaprimeira aula, Catherine foi pega de surpresa com o fato de as alunas, antes da aula, terem decorado o conteúdo apresentado na apostila. No entanto, a professora de Historia da Arte tinha uma meta, e sua personalidade revolucionaria e libertadora, não a permitia aderir essa didática que não se adaptava ao seu método de pensar e ensinar.
Decorar, para Catherine e para padrões modernose sensatos da educação, não é aprender. Decorar é um processo frágil e fugaz do conhecimento.
O material didático na maior parte das vezes não é desprezível, mas o aprendizado da arte e outras disciplinas não se restringe apenas ao que o papel aceitou. Aprender arte, sobretudo, requer também, trabalhar o lado sensorial e desenvolver a sensibilidade suficiente adequando-se aos sentimentos eexperiências.
A interpretação da arte pode ser diferente pra todos, quando hábitos sensoriais são permitidos no ato de aprender.
Enquanto as alunas eram habituadas ao “decoreba”, a professora, após a experiência da primeira aula, levou às alunas uma obra moderna, desconhecida até então, e fora da apostila adotada no colégio, onde a interpretação daquela arte não era “ditada”. Não haviaanálise errada, nem análise certa. As alunas, indignadas a princípio, diziam que não era possível chamar “lixo” de arte.
Em particular, analiso a obra como espetacular, já que admiro arte moderna e percebo valor no abstrato.
Enquanto pessoa, enquanto mulher, Catherine era à frente do seu tempo e indignava-se ao deparar com costumes que levavam a “formação de donas de casa”,...
tracking img