Os sefaradim e os ashkenazim

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (467 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Após a destruição do primeiro Templo, os judeus foram exilados para a Babilônia. Após 70 ano de exílio, muitos deles retornaram a Terra de Israel. Contudo, a maioria dos judeus permaneceu naBabilônia. Os judeus que se encontravam na Terra de Israel foram novamente levados a diáspora. O exílio romano criou comunidades na Europa e no norte da África. As comunidades européias estavam concentradas naFrança, Espanha, Roma, e Alemanha. Os judeus da França e Alemanha ficaram conhecidos como "ashkenazim" (palavra hebraica para "alemão"), e os judeus da Espanha ficaram conhecidos como "sefaradim"(palavra hebraica para "espanhol"). A diferença de costumes entre as comunidades ashkenazi e sefaradi tem origem nas discussões de Halachá entre os rabinos das diferentes regiões, e algumas influênciasda cultura externa.
Os sefaradim provavelmente estabeleceram na Península Ibérica durante a era das navegações fenícias, embora suas presenças só possam ser atestadas a partir do Império Romano.Sobreviveram à cristianização, invasão visigótica e moura, mas começaram a sucumbir na fase final da Reconquista.
Os judeus fugiram das perseguições que lhes foram movidas na Península Ibérica nainquisição espanhola, onde eram perseguidos pela Igreja Católica, dirigindo-se a vários outros territórios. Uma grande parte fugiu para o norte de África, onde viveram durante séculos. Milhares se refugiaram noNovo Mundo, principalmente Brasil e México, onde nos dias atuais concentram milhares de descendentes dos fugitivos. Os sefaradim são divididos hoje em Ocidentais e Orientais. Os Ocidentais são oschamados judeus da nação portuguesa, enquanto os orientais são os sefaradim que viveram no Império Otomano. Houve importantes comunidades sefarditas nos países árabes, quase sempre conflitivas com ascomunidades autóctones, sobretudo no Egito, Tunísia e Síria. São judeus hispânicos que quase sempre se opõem à Qabbala

sefardita e mantêm um serviço religioso bem disciplinado e de melodias...
tracking img