Os imigrantes japoneses

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1279 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Os imigrantes japoneses no Brasil

A imigração japonesa no Brasil teve inicio em 1908, com a chagada do navio Kasato Maru, trazendo a bordo 165 famílias. Os imigrantes que desembarcaram em Santos vinham das regiões mais pobres do Japão.
No final do século XIX o Brasil sofria com a escassez demão-de-obra gerada pelo fim do tráfico negreiro. Neste período o país se encontrava no auge da economia cafeeira e para sanar este problema a medida encontrada pelo governo brasileiro foi estimular a imigração no país.

A entrada maciça de mão de obra imigrante no Brasil começou na segunda metade do século XIX e ganhou impulso com a abolição da escravidão, em 1888, e com a proclamação da República, em1889. A medida foi a solução encontrada para contornar a escassez de braços gerada pela proibição do tráfico negreiro no país, em 1850, e suprir a necessidade de mão de obra livre para as lavouras do café, que nesse momento eram o motor da economia nacional. Foi nesse momento que multidões de italianos, portugueses, espanhóis e alemães começaram a chegar ao país. (DIETRICH, 2011, p. 29-30)

Osprimeiros a chegarem a terras brasileiras foram os italianos, portugueses, espanhóis e alemães. Esses foram bem recebidos pelo governo porque além de sanar o problema da escassez da mão-de-obra também contribuíam para o branqueamento das pessoas e para tornar a população mais civilizada.
O Japão por sua vez, só passa a estimular a imigração a partir de 1868. Durante o Xogunato Tokugawa o paísviveu por mais de dois séculos de isolamento, sem qualquer interferência externa, era um país feudal e economicamente atrasado. A situação muda com a Restauração Meiji, quando o imperador retoma o poder e coloca fim no sistema feudal.
A partir desse período conhecido como Era Meiji, o Japão passa por um intenso processo de modernização. Houve um grande desenvolvimento dos centros urbanos comoTokyo, Yokohama, Osaka já o interior encontrava-se praticamente intocado. Nesse período surgem protestos: no campo, a população estava insatisfeita com as mudanças que não os beneficiava, já nas cidades as pessoas queriam melhores condições de vida e de trabalho. Tudo isso somado ao grande crescimento populacional fez com que o governo japonês passasse a incentivar a imigração.

A políticaimigratória japonesa foi produto dessas transformações. As primeiras iniciativas surgem em 1868, quando grupos privados começam a organizar viagens para o Havaí. A partir de 1880, o governo tomou as rédeas do processo e passou a incentivara emigração para os Estados Unidos como estratégia para tentar sanar as debilidades de um Estado em vias de modernização. (DEZEM)

Segundo Célia Sakurai, dentre osdestinos dos imigrantes japoneses o Brasil é o principal e o último.
“Aqui chegaram cerca de 250 mil japoneses, entre 1908 e o final dos anos 1970, quando então a migração diminuiu bastante. Nesse intervalo, o fluxo foi continuo com exceção do período entre 1942 e 1945 em razão da guerra.” (SAKURAI, 2011, p. 244)
Os japoneses se depararam com vários obstáculos, começando pelo idioma que eracompletamente diferente, fazendo que a comunicação entre japoneses e brasileiros fosse praticamente nula; outra dificuldade foi com os costumes, a religião, a alimentação. Acostumados a tomarem banho todos os dias, a terem uma alimentação à base de peixe e legumes, tiveram que se adaptar a vida brasileira.
A vida dos imigrantes não era fácil, logo os japoneses sentiram-se insatisfeitos, pois havia umagrande diferença entre as histórias que tinham ouvido falar no Japão e a realidade encontrada no Brasil.

A frustração maior era em relação às falácias dos recrutadores, que contavam maravilhas do trabalho no Brasil, pois a empresa de emigração ganhava comissões pelo número de emigrantes que transportava. Diziam que o Brasil seria um paraíso, onde grandes somas poderiam ser ganhas com...
tracking img