Operadores argumentativos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1086 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Pergunta:

Os “operadores argumentativos” são centrais na formação do discurso.
Eles assumem diferentes funções, conforme o enunciado onde são utilizados. Defina, com suas próprias palavras, o que são os “operadores argumentativos” e ilustres seus diferentes usos com exemplos.












































Resposta:

Os operadoresargumentativos são certos elementos da língua, explícitos na própria estrutura gramatical da frase cuja finalidade é a de indicar a argumentatividade dos enunciados. Ou seja é a uma palavra que vai indicar a intenção no discurso. Argumentar é levar a crer, é a arte de convencer e persuadir.
Segundo Travaglia e Kock (2010:98)A intencionalidade tem relação estreita com o que se tem chamado deargumentatividade. Se aceitarmos como verdade que não existem textos neutros, que há sempre alguma intenção ou objetivo da parte de quem produz um texto e que este não é jamais uma cópia do mundo real, pois o mundo é recriado no texto através da mediação de nossas crenças, convicções, perspectivas e propósitos, então somos obrigados a admitir que existe sempre uma argumentatividade subjacente ao uso dalinguagem.
A argumentatividade manifesta-se no texto por meio de uma série de marcas ou pistas que vão orientar os seus enunciados no sentido de determinadas conclusões, isto é, que vão determinar-lhes a orientação argumentativa segundo uma perspectiva dada. Entre essas marcas encontram-se os operadores argumentativos.

Os operadores argumentativos mais utilizados são: até, até mesmo,inclusive, pouco, ainda, já, na verdade, aliás, pelo menos etc.


ATÉ: Institui uma escala de valores. O objeto a que se refere pode estar no topo da lista ou no final. Transmite a avaliação do autor e direciona o ponto de vista do leitor.

Exemplos:

“O segredo é não correr atrás das borboletas... É cuidar do jardim para que elas venham até você.” Mario Quintana

“Purifica o teu coração antesde permitires que o amor entre nele, pois até o mel mais doce azeda num recipiente sujo.” Pitágoras

“Ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa.” William Shakespeare

“Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.” Clarice Lispector


ATÉ MESMO; INCLUSIVE; PELO MENOS: Argumenta positiva enegativamente. Refere-se a algo que detém mais importância pelo acréscimo ou pela falta de algo ou alguém, levando a um sentido de conclusão.

Exemplos:

“Seja humilde, pois, até mesmo o sol com toda sua grandeza se põe e deixa a lua brilhar.” Bob Marley

“Até mesmo a menor das criaturas pode mudar o rumo do mundo”
Frase do filme o Senhor dos anéis, A sociedade do anel”
“Há campeões de tudo, inclusivede perda de campeonatos.” Carlos Drummond de Andrade

“Preciso de paciência porque sou vários caminhos, inclusive o fatal beco-sem-saída.”
Clarice Lispector

“Se você não falha em pelo menos 90% das vezes, seus objetivos não foram ambiciosos o suficiente.” Alan Kay

“No adultério há pelo menos três pessoas que se enganam.” Carlos Drummond de Andrade



POUCO / UM POUCO: Entre os doisoperadores há uma distância. Se o autor afirma que algo é pouco não há uma argumentação tão forte quanto em um pouco. Um pouco pode argumentar negativa e positivamente.

Exemplos:

“Quem pensa pouco, erra muito.” Leonardo da Vinci

“Há sempre alguma loucura no amor. Mas há sempre um pouco de razão na loucura.”
Friedrich Nietzsche


AINDA: Aqui há dois sentidos possíveis. Um denota excessotemporal, ou seja, já passou do tempo. O outro introduz mais um elemento no discurso.

Exemplos:

“Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta.” Albert Einstein

“Ainda que eu falasse a língua dos homens, e falasse a língua dos anjos, sem amor, eu nada seria.” Renato Russo



JÁ: Pode marcar uma...
tracking img