Obra e vida emma goldman

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2564 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
Discorrer sobre a trajetória e militância de Emma Goldman é sempre um desafio provocativo. É preciso atentar-se com a criação da excepcionalidade, de retratar reiteradamente a militante sempre a frente de seu tempo, como se estivesse num patamar que transcendesse a esfera humana, pois, um desdobramento possível é incorrermos no erro de que outras mulheres ficam aquém.
Emma Goldmanfora uma mulher de seu tempo, se deparou com conflitos, desejos e desilusões. O que a distingue e particulariza é sua inclinação ideológica, a paixão revolucionária pela causa social e liberdade ilimitada que se traduzia na sua vida e militância. Não é possível opor vida e obra em Emma Goldman, ambas se entrelaçam: engajamento nas lutas sociais e seus anseios de felicidade.
Este trabalhopretende discorrer especificamente sobre a publicação da revista Mother Earth, na qual Emma Goldman foi criadora, editora e colaboradora, em suas três primeiras edições. Para tal intento, é imprescindível fornecer um panorama histórico da revista, da autora, das discussões presentes nas publicações e do anarco-feminismo, para maior inteligibilidade dos leitores e das leitoras.
Mother Earth
A revistaMother Earth foi criada em março de 1906, inicialmente circulando apenas nos Estados Unidos com tiragem de aproximadamente três mil exemplares, sob o eixo temático – ciência social e literatura. A idéia do nome surgiu sob uma perspectiva ecologista, numa proposta de relação harmoniosa, não predatória, com a natureza .
A revista era aberta a diversas publicações de caráter anarquista e o conteúdopublicado após passar por análise de conteúdo. Emma Goldman escrevia em praticamente toda edição e traduzia textos de libertários e libertárias para o inglês, língua na qual a revista era escrita, embora depois tenha começado a circular pela Europa. As primeiras edições foram exclusivamente editadas por ela, posteriormente recebeu apoio de seu companheiro, Alexander Berkman.
Genericamente,versava sobre religião numa abordagem anticlerical, prisões e liberdade de expressão num momento de grande censura à esquerda, direitos das mulheres sob o viés anarco-feminista, alistamento militar obrigatório no contexto da Primeira Guerra Mundial, sexualidade, casamento, sindicalismo, dentre outros.
A perseguição à esquerda vinha se intensificando no decorrer dos primeiros anos do século XX, EmmaGoldman, enclausurada nos cárcere de Bleckwell’s Island de 1893 a 1899, então começa a escrever com o pseudônimo E.G. Smith para se resguardar, contudo sua identidade é descoberta e em 1917 a revista é censurada e apreendida pelo governo americano.
Esse era o fim ou só o começo de uma vida marcada pelo suor derramado campos de batalha?
Vida
Nascida em 1869 na Rússia, numa comunidade judaicaortodoxa. Logo na infância teve vários embates com professores que queriam lhe impingir uma doutrina religiosa a partir da educação estatal voltada à submissão e subserviência. Sempre foi considerada boa aluna, entretanto sua personalidade questionadora e inquieta fez com que recusassem seu ingresso em diversas escolas. Precisa largar os estudos para trabalhar e contribuir com sua família, decideestudar por conta própria praticado autodidatismo. A esse respeito seu pai dizia que garotas não precisam aprender muito, tudo o que uma filha judia precisa saber é como preparar gefiltte fish, cortar bem o macarrão e dar ao homem muitas crianças.
A relação com sua família torna-se conturbada, sofre inúmeras pressões de seu pai, ele insiste em lhe arrumar um marido e traçar um futuro de dona decasa. Aos 16 anos decide-se mudar para os Estados Unidos com sua irmã, na ilusão de liberdade e oportunidade. Suas expectativas foram frustradas, todavia é lá que estabelece contato com os círculos libertários e conhece Alexander Berkman. Envolve-se na Revolta de Haymarket (1886). Durante a Primeira Guerra Mundial se opõe veementemente ao serviço militar obrigatório, o que culmina na sua prisão...
tracking img