Mulher na contemporaneidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (369 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de janeiro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Mulher na contemporaneidade.
Comentário do texto anexado – Tapinha dói, humilha, mata – escrito por Míriam Scavone.

Durante 300 anos as mulheres foram inferiorizadas, maltratadas e culpadas porqualquer coisa que acontecesse na família ou na sociedade. Este comportamento ainda hoje é presenciado, quando a mulher se cala por medo, se culpa e se inferioriza. Como se pode perceber no texto, aviolência doméstica e de gênero é um problema complexo que possui profundas raízes na organização social, nas estruturas econômicas e de poder da sociedade, e é a maior causa de morte entre as mulheres.As vítimas de violência doméstica provêm de vários estilos de vida, culturas, grupos, idades e de todas as religiões. As diversas causas atribuídas à violência influenciam os sentimentos e ocomportamento da mulher. Infelizmente muitas mulheres por falta de conhecimento e informação acham que são obrigadas a ser um tipo de “mulher ideal” para os maridos, e que eles têm o direito de cobrar istode forma agressiva, ou às vezes se tornam dependentes do marido e não sabem que existem muitas formas de saída para que não precisem viver num ambiente de angústia e de medo.
A violência contra amulher deixou de ser uma questão de segurança pública para se transformar em saúde pública e direitos humanos da mulher. O enfrentamento da violência conta à mulher, passa pela implementação de políticasque contemplem a prevenção, a assistência e o combate a vários tipos de violência que atingem às mulheres.
Apesar de toda a opressão sofrida pelas mulheres ao longo da história, muitas resistem econtinuam a lutar por uma sociedade mais justa e com igualdade de oportunidades para todos. Nossa sociedade precisa apreender que o modelo tradicional da mulher “mito”, aquela resignada que aceitaqualquer coisa não existe mais. Hoje as mulheres lutam pela igualdade entre os gêneros, e percebem que não podem se resignar frente às injustiças sociais.
Por isso, as políticas públicas devem promover...
tracking img