Moradores de rua

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1806 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Moradores de Rua – Eles precisam de nós! moradores de rua.org.br

* Início
* Projeto
* Depoimentos
* Faça parte
* Contato
Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário
Você está em: Início › Portal › Moradores de rua em Goiânia
← Em casa de menino de rua o último a dormir apaga a lua
Exemplo e história da fundação da comunidade Eterna Misericórdia →Moradores de rua em Goiânia
2 de maio de 2012 | Categorias: Portal
É preciso ser livre para viver
A política de tratamento aos usuários de álcool e drogas em Goiânia tem mostrado que para haver mudança é necessário libertar e amar.
Ele gosta de música, toca violão, faz repentes e letras de rap. Mas quanto à preferência, não hesita: “gosto mais é de poesia.” Trazido de sua terra natal há mais de dezanos, ele diz que prefere mesmo é Goiânia e nem pensa em voltar para o Rio de Janeiro. Renato* trabalha como ambulante nos ônibus. Se ocupa com as vendas durante todo o dia, mas quando chega a noite um vício o atormenta. Seu nome: crack.
 
Renato integra o triste quadro de moradores de rua em Goiânia que, como a maioria das grandes cidades brasileiras, sofre com problemas como o crescimentodesordenado e a desigualdade social. Cada um tem uma história e a longa estrada que os leva à situação de rua é entrecortada por vários caminhos. Caminhos que passam por ruas, avenidas, sinais fechados, calçadas e param por aí, por aqui, bem perto de nós.
Marginalizados, tem como representação social apenas a imagem de criminosos, que, dia após dia, é recriada a partir da restrita visão da grandemaioria dos meios de comunicação. Fala-se muito, mas sabe-se pouco. Cada indivíduo tem razões bem particulares para cada ponto onde chega, e há ainda muitas falhas na compreensão do motivo pelo qual as pessoas usam drogas. O uso de substâncias psicotrópicas sempre existiu ao longo da história da humanidade. Mas o tratamento que o usuário recebe da sociedade o coloca em condição de rejeição, na melhordas hipóteses, e nega seu direito à fala e à escolha.
Mas a Divisão de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde vem tentando mudar esse quadro. Pautada no modelo psicossocial, possui dois CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) e um Consultório de Rua, do qual Renato é um dos usuários. A ideia do Consultório de Rua surgiu em 1999, e nas palavras de seu criador, o psiquiatra e professor daFaculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia, Antônio Nery Filho, “é o antídoto e a anti-internação compulsória. Enquanto a internação vai lá, pega e interna, o Consultório de Rua vai lá para reconhecer o direito do sujeito onde ele está, como ele é, como ele quer viver”.
Em Goiânia, o Consultório ainda é bem recente e possui uma equipe pequena, tendo em vista a demanda do município. Maso trabalho que essa equipe tem conseguido realizar é digno de reconhecimento.
Renato vive desde muito cedo nas ruas. Aos 14 anos começou a usar drogas, e, logo que descoberto pela família foi obrigado a deixar sua casa. Na intenção da mãe ele deveria viver na rua para sofrer e entender o que era droga. “Coração de mãe, vai entender! Acabou que eu conheci droga, fui conhecendo droga, droga e maisdroga e a vida só foi piorando”, lembra Renato, que na época não conhecia o crack e outras drogas mais fortes.
Na dureza do concreto das ruas o jovem aprendeu a ser valente e a ter fé. É preciso realmente muita coragem para enfrentar o preconceito, a agressão policial e a pesada carga de problemas que o morador de rua vive diariamente. Nesse contexto, se arrastam pelo Brasil milhares de pessoas,sem perspectiva nenhuma de vida, vivendo por trás do estereótipo de drogados, quando a droga é apenas mais um fator problemático de suas vidas. O problema é antes a própria vida, que empurra cada um de uma forma muito singular à situação de rua.
A preparação da equipe
As políticas da Divisão de Saúde Mental procuram entender esse processo para que, com a ajuda profissional, cada um receba um...
tracking img