Microbiologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 41 (10065 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Colégio Dr. Clóvis Bevilácqua

Técnico em Patologia Clínica

MICROBIOLOGIA

Colégio Dr. Clóvis Bevilácqua

Técnico em Patologia Clínica

MICROBIOLOGIA - BACTERIOLOGIA
Bactérias são seres procariontes, que possuem como principais estruturas morfológicas: - Cápsula: revestimento importante na prevenção da fagocitose bacteriana e no auxílio da aderência das bactérias aos tecidos. Éreserva de água e nutrientes, aumenta a capacidade invasiva de bactérias patogênicas e lhes dá resistência. - Parede celular: manutenção da forma bacteriana, proteção contra rupturas causadas pela elevada pressão osmótica, e local de determinantes antigênicos (diferenciam microorganismos). - Membrana citoplasmática: separa o meio exterior e o meio interior da bactéria, realizando o transporte deelétrons e solutos. - Citoplasma: local onde ocorrem muitos processos metabólicos. - Polirribossomos: síntese de proteínas. - Inclusão / grânulo: acúmulo de alimentos. - Plasmídeo: contém informações genéticas (DNA) independente do núcleóide. - Mesossomos: provável concentração de enzimas respiratórias. - Nucleóide: contém informações genéticas (DNA ou ADN). - Fímbrias: auxiliam na adesão das bactériasàs células-alvo e facilitam a troca de DNA na hora da conjugação bacteriana. - Flagelos: atuam na motilidade bacteriana, que é muito importante para a sua sobrevivência.

Colégio Dr. Clóvis Bevilácqua

Técnico em Patologia Clínica

DIVISÃO MORFOLÓGICA BACTERIANA A divisão morfológica bacteriana é baseada na constituição da parede celular. Isso nos permite agrupar as bactérias em três grupos:- Cocos: células esféricas, que podem estar isoladas ou agrupadas. Caracterizam-se como diplococos, fileiras ou cadeias de cocos (estreptococos), tétrades, cubos ou cachos (estafilococos). - Bacilos: células cilíndricas, que podem estar isoladas ou agrupadas. Caracterizam-se como diplobacilos, correntes, paliçadas ou cocobacilos. - Espiraladas: células onduladas ou helicoidais que podem ter uma oumais espirais. Quando têm o corpo rígido e são como vírgulas, são chamadas vibriões; quando têm a forma de saca-rolhas são chamadas de espirilos; e quando têm forma espiralada, mas de corpo flexível, são chamadas de espiroquetas.

1- ________________________________________________________ 2- ________________________________________________________ 3-________________________________________________________ 4- ________________________________________________________ 5- ________________________________________________________ 6- ________________________________________________________ 7- ________________________________________________________ 8- ________________________________________________________

Colégio Dr. Clóvis Bevilácqua

Técnico em Patologia Clínica

NUTRIÇÃO ECRESCIMENTO BACTERIANO
Para que haja o crescimento bacteriano, são necessários fatores como: 1- pH adequado: a maioria das bactérias cresce em pH neutro (6.5 – 7.0), porém há bactérias que crescem em pH muito ácido ou muito básico. 2- Água: água disponível presente nos alimentos ou nos veículos onde os microorganismos podem crescer (Aw= atividade de água) e no ambiente (UR= umidade relativa do ar). 3-Nutrientes: fontes de energia (açúcares, lipídeos), fontes de nitrogênio (aminoácidos, peptídeos, proteínas), vitaminas (principalmente complexo B) e sais minerais (quantidades reduzidas de Na, K, Fe, Cu, P, S). 4- Temperatura: é o fator mais microorganismos em grupos: GRUPO Termófilos Mesófilos Psicrotróficos Psicrófilos TEMP. MÍN. 40ºC a 45ºC 5ºC a 15ºC -5ºC a 5ºC -15ºC a 5ºC importante, podendodividir os

TEMP. ÓTIMA 55ºC a 75ºC 30ºC a 37ºC 25ºC a 30ºC 12ºC a 15ºC

TEMP. MÁX. 60ºC a 90ºC 35ºC a 47ºC 30ºC a 35ºC 15ºC a 20ºC

5- Composição gasosa do ambiente: existe a variação de tolerância de quantidade de O2 entre as bactérias, que as dividem em: - Aeróbios estritos: necessitam de O2 para sobreviver - Aeróbios facultativos: usam o O2 quando há, e na sua ausência, crescem...
tracking img