Metaplasmos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3900 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
METAPLASMOS E A EVOLUÇÃO DA LÍNGUA
UMA ANÁLISE SOBRE AS SUBCATEGORIAS DOS METAPLASMOS

Érica Bermond (Univen / Nova Venécia)
Isabel ( Univen / Nova Venécia)
Lucyleila Silveira Gerker (Univen /Nova Venécia)
Lúcia Ramos (Univen / Nova Venécia)
Mara Juliana Veloso (Univen / Nova Venécia)
Maria Dulce Ébani( Univen / Nova Venécia)

RESUMO: Este artigo refere-se a uma pesquisa realizada sobremetaplasmos e suas subcategorias. Analisamos um conjunto de dados lingüísticos para ser objeto de nossa análise. Esses foram coletados através de entrevistas gravadas a três adolescentes com faixa etária de 15 anos. De acordo com as informações nos atemos às variações extralingüísticas tais como; fatores sócio-culturais evidenciando os aspectos: idade, meio social e grau de escolaridade.PALAVRAS-CHAVE: evolução da língua; metaplasmos; variação diastrática

INTRODUÇÃO

Sabe-se que a Língua Portuguesa evoluiu do Latim, precisamente do Latim vulgar. Todavia as palavras do Português de hoje, não são as mesmas que evoluíram do Latim, uma vez que elas passaram por transformações em sua estrutura. Todas essas modificações sofridas do português em sua evolução do latim e aindacontinuam ocorrendo, são caracterizadas como metaplasmos. Estes rodeiam o nosso falar e somos nós quem os criamos. Exemplo disso é o pronome de tratamento você: inicialmente, vossa mercê; depois, vossemecê; posteriormente, vosmecê e nos dias atuais, você; no entanto, na oralidade, ouvimos ce. Essas alterações ocorrem porque com o passar do tempo, grupo de falantes de uma mesma língua alterainconscientemente a pronúncia das palavras, originando as diversas modificações fonéticas.
Fez-se necessário um estudo sobre as subcategorias pertencentes às categorias de metaplasmos para melhor entendermos essas transformações que surgiram durante o decorrer do tempo.
Desse modo, ressaltamos que nosso artigo terá a finalidade de identificar essas subcategorias através de entrevistas realizadascom três adolescentes com idade de 15 anos. Porém direcionaremos nossa análise na variação diastrática, ou seja, algumas restrições lingüísticas como; idade, grau de escolaridade, status social, bem como o meio nos quais estes estão inseridos, pois compreende-se que existe uma estreita relação entre língua e sociedade. De acordo com estudos sociolingüísticos,” não podemos compreender odesenvolvimento de uma mudança linguística sem considerar a vida social da comunidade na qual ela se insere”, Lavov (1972 a, p. 3). Isso não quer dizer que não teremos compreensão na fala dos indivíduos, mas o meio social onde este vive, a idade e o grau de educação podem indicar qual o nível socioeconômico, através de certas variantes, apesar de que há a possibilidade de alguém de meios sociaisdesfavorecidos atingir o padrão de maior prestígio. Isso ocorre, pois, o indivíduo ao nascer é inserido em um contexto socioeconômico cultural pré-existente e, à medida que cresce, participa de um processo de socialização que o transforma em um falante de uma determinada variedade da língua, sob influência do meio social em que vive.
As mudanças mais comuns na fala ocorrem com acréscimos ou decréscimosde fonemas que geram outra forma de falar a mesma coisa, ou seja, conseguimos analisar essas mudanças não só através da evolução da língua (historicidade), mas também podem ser motivadas pelas restrições lingüísticas já comentadas anteriormente, as quais damos o nome de variações diastráticas. Diante disso entendemos que é impossível acontecer “transformações” na língua que não sofrainterferência de fatores internos ou externos.
É importante ressaltarmos que a classificação social que decorre das condições econômicas é muito marcante como colaboradora na escolha do “falar corretamente”.
também é notável a observação, a não ser várias exceções, a forma prestigiada de falar, está relacionada também conhecimentos adquiridos em ambiente escolar.
Observamos que através do...
tracking img