Mercado de capitais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1769 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
MERCADO DE CAPITAIS

O que é mercado de capitais!

O mercado de capitais é um sistema de distribuição de valores mobiliários que visa proporcionar liquidez aos títulos de emissão de empresas e viabilizar seu processo de capitalização. É constituído pelas bolsas, corretoras e outras instituições financeiras autorizadas. No mercado de capitais, os principais títulos negociados são osrepresentativos do capital de empresas — as ações — ou de empréstimos tomados, via mercado, por empresas — debêntures conversíveis em ações, bônus de subscrição e commercial papers —, que permitem a circulação de capital para custear o desenvolvimento econômico.

O mercado de capitais abrange ainda as negociações com direitos e recibos de subscrição de valores mobiliários, certificados dedepósitos de ações e demais derivativos autorizados à negociação.

Com o processo de globalização, que resultou em intenso intercâmbio entre os países, o mercado acionário adquire crescente importância no cenário financeiro internacional. Seguindo essa tendência, os países em desenvolvimento procuram abrir suas economias para poder receber investimentos externos. Assim, quanto maisdesenvolvida é uma economia, mais ativo é o seu mercado de capitais.

Por ser um canal fundamental na captação de recursos que permitem o desenvolvimento das empresas, gerando novos empregos e contribuindo para o progresso do País, o mercado acionário também se constitui de uma importante opção de investimento para pessoas e instituições.

O Sistema Financeiro Nacional tem em suacomposição instituições responsáveis pela captação dos recursos financeiros, pela distribuição destes recursos e pela circulação de valores e também pela regulação deste processo. O Conselho Monetário Nacional (CMN), que é o seu órgão maior, é presidido pelo Ministro da Fazenda, que é quem define as diretrizes de atuação do sistema, diretamente ligados a ele estão o Banco Central do Brasil, que atuacomo órgão executivo e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que responde pela regulamentação e pelo fomento deste mercado de valores mobiliários (mercados de bolsa e balcão).

APLICAÇÕES FINANCEIRAS

Veremos a seguir de algumas aplicações financeiras e investimentos, veremos também alternativas para as mesmas e o que traz de melhor para cada investidor, primeiramente teremos desaber porquê investir e no que investir.

Todo investidor busca três aspectos quanto tem de avaliar um investimento: retorno, prazo e proteção. Analisando o investimento deve-se estimar sua rentabilidade, sua liquidez e seu grau de risco. Rentabilidade esta ligada diretamente ao risco, por isso deve-se definir o grau de risco que esta disposto a correr em troca de obter maior ou menorlucratividade.

Investimentos imobiliários :

Envolvem a aquisição de bens imóveis, como terrenos e habitações. Para a economia como um todo, entretanto, a compra de um imóvel já existente não constitui investimento, apenas transferência de propriedade. Os objetivos do investidor de imóveis são geralmente distintos de quem procura aplicar em valores mobiliários, sobretudo noque se refere ao fator liquidez de um e de outro.

Poupança e Investimentos:

Os recursos necessários para uma aplicação provêm da parcela não consumida da renda, à qual se dá o nome de poupança. Qualquer pessoa que tenha uma poupança (por menor que seja seu valor) ou uma disponibilidade financeira pode efetuar um investimento, esperando obter:

Reserva para qualquer despesaimprevista e uma garantia para o futuro- uma melhor situação de segurança;

Boa remuneração – melhor situação para rentabilidade;

Crescimento do capital empregado – melhor situação pra valorização;

Defesa contra eventual desvalorização do dinheiro – melhor situação de proteção

Oportunidade de associação com empresas dinâmicas – melhor situação de desenvolvimento econômico;

Rápida...
tracking img